Megaeventos esportivos podem causar efeitos sobre preços

Megaeventos esportivos podem gerar ligeira inflação para o consumidor no país sede, segundo relatório do Banco Central

Brasília – Os megaeventos esportivos pode gerar ligeira inflação para o consumidor no país sede. A conclusão é de estudo divulgado no Relatório de Inflação, hoje (20) pelo Banco Central.

O BC analisou os efeitos que a Copa do Mundo de Futebol de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016 no Brasil geram na economia de 2007 (ano do anúncio de que o Brasil sediaria a Copa) a 2023 (sete anos após a realização dos Jogos Olímpicos de 2016).

Segundo o estudo, com os dois megaeventos o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumularia aumento de cerca de 2 pontos percentuais, de 2007 a 2017.

O BC lembra que os eventos têm duração de algumas semanas, mas os preparativos têm início vários anos antes e envolvem investimentos que podem ter efeitos econômicos de longo prazo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.