Irlanda recebe última parcela de ajuda do FMI

País tornou-se o primeiro membro da zona do euro a sair com êxito do programa de resgate internacional

Washington  - O Fundo Monetário Internacional desembolsou a última parcela da ajuda financeira à Irlanda nesta sexta-feira, quando o país tornou-se o primeiro membro da zona do euro a sair com êxito do programa de resgate internacional.

A Irlanda recebeu nesta sexta-feira 890 milhões de dólares do FMI, um dos três credores que supervisionaram o resgate de 85 bilhões de euros (US$117 bi), necessário depois que os maiores bancos do país entraram em colapso em 2010.

O país cortou gastos e aumentou os impostos para reequilibrar a economia desde que precisou buscar ajuda de emergência, atingindo todas as principais metas e sem grande agitação popular.

A Irlanda também conseguiu se financiar até 2015 com a emissão de dívida ao longo dos últimos 18 meses.

A diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, elogiou a "implementação de políticas firmes", mas disse que a economia ainda enfrenta desafios, incluindo o desemprego, a pesada dívida do setor público e a sustentabilidade da dívida pública.

"A implementação continuada da política concertada, portanto, é necessário para a Irlanda se recuperar totalmente da crise", disse ela em comunicado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.