Fenabrave: venda de veículos novos cresce 5,64% no ano

Dados incluem automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Nos dez primeiros meses de 2011, foram vendidas 2.963.055 unidades

São Paulo – Os emplacamentos de veículos novos no mercado brasileiro somaram 280.608 unidades em outubro, em baixa de 7,4% ante igual intervalo de 2010, segundo informou hoje a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Em relação a setembro deste ano, houve recuo de 9,97%. Os dados incluem automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Nos dez primeiros meses de 2011, foram vendidas 2.963.055 unidades, alta de 5,64% ante o mesmo período do ano passado.

Considerando o desempenho de todos os segmentos analisados pela Fenabrave, que inclui motos, implementos rodoviários e máquinas agrícolas, o setor automotivo vendeu 443.507 unidades em outubro, um recuo de 5,35% ante o mesmo intervalo de 2010. Em relação a setembro, houve queda de 12,05%. Entre janeiro e outubro deste ano, as vendas somaram 4.702.033 unidades, o que representa um avanço de 6,8% ante os primeiros dez meses de 2010.

Levando-se em conta apenas automóveis e comerciais leves, as vendas em outubro caíram 8,26%, para 263.819 unidades, ante o mesmo mês do ano passado. Na comparação com setembro, houve queda de 10,15% no número de emplacamentos. Em dez meses, a alta é de 5,08%, para 2.791.170 unidades. Já as vendas de caminhões e ônibus, com 16.789 unidades em outubro, subiram 7,81% ante igual mês de 2010. Em relação a setembro, ocorreu uma queda de 7,06%. No acumulado do ano, as vendas foram 15,71% maiores e atingiram 171.885 unidades.

Ainda de acordo com a Fenabrave, foram vendidas 146.124 motocicletas em outubro, retração de 2,52% ante o décimo mês de 2010 e de 16,27% na comparação com setembro. No acumulado do ano, com 1.580.381 motos vendidas, o mercado registra alta de 9,15% nas vendas.

O comércio de implementos rodoviários somou 4.374 unidades no mês passado, retração de 10,09% ante outubro de 2010. Em relação a setembro, houve uma queda de 15,43%. Na comparação com os primeiros dez meses do ano passado, houve alta de 5,44%, com vendas de 49.032 unidades.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.