Federal Reserve aumenta juros nos EUA apesar dos protestos de Trump

O aumento de 0,25 ponto percentual elevou a taxa básica para a faixa entre 2,25% e 2,5%

São Paulo - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, anunciou mais uma alta de juros na sua última reunião do ano ocorrida nesta quarta-feira (19).

O aumento de 0,25 ponto percentual elevou a taxa básica para a faixa entre 2,25% e 2,5%, maior nível desde o início de 2008.

Foi a quarta alta dos juros só neste ano e a décima-quinta desde que o ciclo de aperto monetário começou em 2015.

O comunicado, no entanto, prevê agora duas altas posteriores em 2019 e não mais três, como sinalizado em setembro, além de ter cortado a previsão de crescimento da economia americana.

A decisão do Fed é um revés para o presidente americano Donald Trump, que disse em várias ocasiões recentes que o Fed não deveria aumentar os juros diante do cenário atual.

O nível de pressão pública foi incomum, considerando que o banco central americano tem independência institucional.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.