Diretor da OMC diz que coronavírus pode reduzir crescimento global

Para Roberto Azevedo, no entanto, ainda é cedo para medir o impacto do problema na expansão da economia mundial

São Paulo — O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, afirmou que o coronavírus pode reduzir a previsão do crescimento global, mas que ainda é cedo para medir o impacto do problema na expansão da economia mundial.

Em entrevista à rádio CBN na manhã desta terça-feira, 28, Azevêdo disse que, por enquanto, há apenas especulação dos economistas apontando revisão para baixo dos números.

"Tem muito de especulação, alguns mais apocalípticos apostam numa queda maior", disse o diretor-geral da OMC, que classificou a retração nas bolsas como "um movimento de apostas". Para ele, "é difícil usar o mercado como indicador do impacto na economia mundial".

Por fim, Azevêdo ponderou que a organização deve esperar novas estimativas de crescimento econômico para basear suas expectativas sobre o impacto do vírus.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.