Desemprego na Eurozona bate novo recorde

O taxa chegou a 11,1% da população ativa em abril

Bruxelas - A taxa de desemprego na Eurozona atingiu em maio um novo recorde, a 11,1% da população da ativa contra 11,0% em abril, anunciou a agência de estatísticas Eurostat.

Segundo as estimativas da Eurostat, 17,56 milhões de pessoas estavam desempregadas na Eurozona em maio, 88.000 a mais que no mês anterior.

O índice de desemprego ficou pela primeira vez desde a criação da zona do euro acima de 11%, nível que já havia sido registrado em março.

Este foi o 13º mês consecutivo no qual o desemprego iguala ou supera 10%.

No conjunto da União Europeia, a taxa de desemprego em maio foi de 10,3%, também un novo recorde, contra 10,2% em abril.

A Espanha teve o pior resultado, com um índice de desemprego de 24,6% em maio. A Grécia registrou uma taxa de 21,9%.

Os países com menores índices são Áustria (4,1%), Holanda (5,1%), Luxemburgo (5,4%) e Alemanha (5,6%).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.