A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Desemprego cai em setembro na Alemanha para 6,6%

O número de pessoas sem trabalho no país caiu em setembro em relação ao mês anterior, em 97 mil pessoas

Berlim - O número de pessoas sem trabalho na Alemanha caiu em setembro em relação ao mês anterior, em 97 mil pessoas, para 2,849 milhões, situando a taxa de desemprego em 6,6%.

A Agência Federal de Emprego (BA) divulgou os novos números em seu relatório mensal nesta terça-feira, no qual destacou que a taxa de desemprego em setembro caiu 0,2 pontos percentuais em relação ao mês de agosto.

Heinrich Alt, responsável de Prestações Básicas da BA, afirmou que estes dados estão vinculados com a tradicional reativação de outono do mercado de trabalho alemão e advertiu sobre "problemas estruturais".

"Em seu conjunto, o mercado de trabalho alemão se encontra em um bom estado, mas de forma paralela, os problemas estruturais são cada vez mais evidentes", assegurou Alt.

Em termos anualizados, o número de pessoas sem trabalho aumentou em 61 mil na primeira economia europeia e a taxa de desemprego se elevou em 0,1 pontos percentuais.

Eliminando os fatores sazonais, no entanto, o número de desempregados na Alemanha cresceu em setembro em 25 mil pessoas em relação ao mês anterior, para 2,975 milhões.

O número anunciado pela BA é claramente pior do que o esperado pelos especialistas dos bancos alemães, que estimaram que a queda no número de desempregados no país seria de 130 mil pessoas, para 2,816 milhões.

O índice seletivo DAX 30 da Bolsa de Valores de Frankfurt mantinha sua tendência de alta após a divulgação desses dados e na manhã de hoje chegava a 0,58%, até 8.644,13 pontos.

Por outro lado, o Escritório Federal de Estatística (Destatis) informou hoje também que em agosto havia na Alemanha um total de 41,8 milhões de pessoas domiciliadas com emprego, um número próximo do recorde de 41,9 milhões de empregados em outubro de 2012.

Em termos anualizados, a população com emprego na Alemanha melhorou em agosto em 220 mil pessoas (0,7%). 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também