A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Café, soja e bovinos elevam índice de preços em agosto

As principais acelerações ocorreram no estágio das matérias-primas brutas, que passou de -2,84% em julho para +0,08% em agosto

Rio - Os preços do café, da soja, dos bovinos e da carne já processada pressionaram a inflação do atacado em agosto, contribuindo para que o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) voltasse a registrar alta após uma sequência de três deflações.

O índice subiu 0,06%, contra queda de 0,55% em julho, informou nesta sexta-feira, 05, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

As principais acelerações ocorreram no estágio das matérias-primas brutas, que passou de -2,84% em julho para +0,08% em agosto. Os destaques foram a soja (-5,60% para 0,26%), o café (-0,62% para 12,04%) e os bovinos (-0,54% para 1,46%).

O milho em grão segue ficando mais barato entre os produtores, mas em ritmo menor (-10,05% para -1,76%), também ajudando na aceleração.

Por outro lado, ainda houve itens que perderam força, como foi o caso de trigo (-9,91% para -11,47%), aves (0,53% para -0,45%), leite in natura (0,90% para 0,52%) e pedra britada (0,46% para -0,80%).

Já entre os bens finais, ainda houve queda de 0,03% em agosto, mas menos intensa do que o recuo de 0,62% registrado um mês antes. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de -0,31% para 1,23%.

Segundo a FGV, a carne bovina teve forte aceleração, de 0,04% para 5,24% no período.

Nos bens intermediários, houve relativa estabilidade nos preços (0,10% para 0,08%). Ainda assim, houve recuo no subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de 0,02% para -0,28%.

O IGP-DI é calculado a partir de preços coletados entre os dias 1º e 31 de agosto.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também