BCE mantém liquidez de emergência para bancos gregos

A decisão do Conselho do BCE respondeu a um pedido de aumento da provisão urgente de liquidez feita ontem pelo banco central grego

Frankfurt - O Banco Central Europeu (BCE) manteve nesta quarta-feira a quantidade de liquidez de emergência máxima que os bancos gregos podem pedir ao Banco da Grécia em 89 bilhões de euros, disse à Agência Efe uma fonte próxima da negociação.

A decisão do Conselho do BCE, que se reuniu no começo da tarde por teleconferência, respondeu a um pedido de aumento da provisão urgente de liquidez feita ontem pelo banco central grego, acrescentou a fonte.

As agências bancárias gregas permanecerão fechadas até amanhã, quando completarão dez dias sem abrir. Esse período criou na Grécia muitos problemas no funcionamento da indústria e do comércio, que têm uma forte dependência das importações.

O BCE informou na segunda-feira que vai aplicar maiores cortes de valor aos ativos que os bancos gregos apresentarem ao Banco da Grécia como garantia para receber os empréstimos. A instituição continua ajudando os bancos gregos para que não quebrem, mas, deste modo, aumentou a pressão sobre o governo grego para que chegue a um acordo com seus parceiros europeus.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.