A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Alemanha reduzirá impostos sobre salários

Decisão foi possível devido ao forte mercado de trabalho e as altas reservas no sistema de pensões do país

Berlim - O gabinete da chanceler alemã Angela Merkel aprovou um corte nos impostos sobre salários que os levará ao menor nível em 20 anos.

A decisão terá um impacto fiscal de 2 bilhões de euros (US$ 2,5 bilhões) anualmente e foi possível devido ao forte mercado de trabalho e as altas reservas no sistema de pensões do país.

As contribuições à Previdência, que é a maior fonte de renda dos alemães durante a aposentadoria, serão cortadas no próximo ano para 18,7% dos salários brutos, dos atuais 18,9%.

O Ministério do Trabalho espera que os atuais impostos permaneçam nos novos níveis até 2018.

A partir de 2019, o governo prevê que as contribuições deverão ser elevadas eventualmente.

"Enviamos um importante sinal em meio aos desafios econômicos que enfrentamos atualmente", disse o ministério em nota sobre a decisão.

O corte de impostos ocorre após um grande excedente nas reservas de pensão no ano passado, quando o país decidiu não reduzir as taxas cobradas, pagas conjuntamente por empregadores e funcionários.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também