AL precisa avançar em capital humano e tecnologia, diz BM

Segundo o Banco Mundial, a América Latina terão de melhorar o capital humano e avançar na capacidade tecnológica para impulsionar o crescimento

Lima - A América Latina e o Caribe terão de melhorar o capital humano e avançar na capacidade tecnológica para impulsionar o crescimento econômico da região, indicou um documento apresentado nesta terça-feira pelo Banco Mundial.

O relatório foi elaborado pelo escritório do economista-chefe do Banco Mundial para a América Latina, Augusto de la Torre, e apresenta as propostas da entidade para a região assumir maior fatia no comércio global.

As conclusões foram debatidas posteriormente pelo ministro de Economia do Peru, Alonso Segura, o ex-ministro de Educação do Chile José Pablo Arellano e o ex-ministro do Uruguai de Economia e Finanças Mario Bergara.

O documento revelou que os países do hemisfério sul passaram a concentrar de 32% para 48% o total das exportações mundiais entre 2000 e 2012.

No entanto, detalhou que os produtos vendidos pela América Latina estão no início da cadeia de valor, por isso as economias ficam mais expostas à demanda e exigem ajustes estruturais após a desaceleração provocada pela crise mundial.

"É preciso que a região volte a ser protagonista. O comércio mundial e a recepção de investimentos estrangeiros diretos não são suficientes", disse o economista-chefe do Banco Mundial em comunicado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.