Por que algumas pessoas transmitem mais o novo coronavírus?

Estudo indica que alguns indivíduos podem transmitir o novo coronavírus mais intensamente do que outros

Uma das questões sobre o novo coronavírus que intrigam os cientistas é o seu fator transmissivo. Como se fosse uma transmissão em massa, é possível que uma única pessoa de um grande grupo infecte todos os demais. Um exemplo é a contaminação de um coral de igreja inteiro, que aconteceu em Washington. Apenas um membro do coral estava doente, e acabou infectando mais 53 membros.

Assim como outras doenças infecciosas, a covid-19 acabou se espalhando por todo o mundo por meio de grupos e aglomerados. Com cerca de 5 milhões de casos, o vírus aparenta estar propenso a atacar de maneira mais agressiva pessoas que estão muito próximas entre si em um determinado ambiente, conforme dizem cientistas.

Jamie Lloyd-Smith, professor da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, está envolvido em pesquisas sobre a propagação desse e de outros vírus e acredita que o fato de a transmissão acontecer em grande escala dificulta os estudos sobre essa doença. “Se você pode prever quais circunstâncias estão dando origem a esses eventos, a matemática mostra que você pode realmente, muito rapidamente, reduzir a capacidade de a doença se espalhar”, diz Lloyd-Smith, segundo a ScienceMag.

O professor acrescentou que, em casos como esse, o mais comum é que apenas uma pessoa espalhe o vírus a um determinado grupo porque muitas não o transmitem. Para medir isso, os epidemiologistas calculam o chamado fator de sobredispersão. Um fator de sobredispersão baixo indica que uma única pessoa pode transmite a doença a muitas outras.

Em um artigo realizado por pesquisadores da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, foi estimado que o fator de sobredispersão do novo coronavírus é, aproximadamente, 0,1. É menor, por exemplo, que o da SARS-CoV, de 2002, que tinha fator de sobredispersão 0,16. Isso indica que, no caso da covid-19, a expansão da doença depende de menos pessoas contaminadas disseminarem o vírus.   

Christophe Fraser, pesquisador da Universidade de Oxford, ressalta que a transmissão do SARS-CoV-2 acontece por meio de gotículas, exaladas quando uma pessoa doente fala, respira ou tosse. “A maioria dos grandes grupos de transmissão publicados parece implicar a transmissão de aerossóis”, diz Fraser, em nota. Os cientistas ainda acrescentaram que é possível que alguns indivíduos exalem mais partículas quando falam do que outros.

Segundo os pesquisadores, o próximo passo para prevenir a transmissão em massa é evitar locais onde o coronavírus pode estar aglomerado. Mesmo que os transmissores da doença sejam um grupo pequeno de pessoas, o distanciamento e o isolamento são necessários para evitar qualquer forma de contaminação.

Como a maioria dos países ainda não conseguiram coletar os dados de transmissão de forma detalhada, o mais seguro é que as paralisações continuem – embora elas dificultem o trabalho dos pesquisadores. Fraser acrescentou que, devido ao fato de o rastreamento da transmissão do vírus não ser possível no momento, é importante ter paciência para compreender o longo processo de estudo sobre o novo coronavírus, um vírus conhecido há cerca de seis meses.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE