O que é a síndrome de Asperger, que afeta Elon Musk?

Bilionário surpreende audiência do programa Saturday Night Life ao revelar sua condição; Bill Gates e outros famosos também são portadores da síndrome

O bilionário Elon Musk, de 49 anos, surpreendeu a audiência do Saturday Night Life do último sábado, dia 8. Convidado para fazer a abertura da primeira transmissão ao vivo do programa no YouTube, o presidente de Tesla e da Space X fex uma revelação pessoal. Musk contou que é portador da síndrome de Asperger. "Reinventei os carros elétricos e estou enviando pessoas a Marte em um foguete", disse. "Você achou que eu seria um cara normal e tranquilo?", brincou. A mãe do empreendedor, Maye, esteve ao seu lado durante o programa.

  • Entenda como o avanço da vacinação afeta seus investimentos. Assine a EXAME.

A síndrome de Asperger é considerada uma desordem do desenvolvimento neurológico que faz parte do espectro do autismo, embora apresente menor gravidade. A condição é caracterizada, em geral, por dificuldades em relação a interações sociais e comunicação não verbal, não afetando a inteligência ou a linguagem.

Estudos sugerem que a alteração neurológica pode acontecer durante o desenvolvimento do embrião, impactando principalmente as áreas ligadas ao comportamento e o pensamento. Os cientistas ainda não chegaram, no entanto, a conclusões sobre o tema. Também não há um consenso sobre as causas da síndrome, que pode ter um fundo hereditário.

Interpretar a expressão facial, o olhar ou gestos das outras pessoas representam um desafio para boa parte dos portadores da síndrome. Como normalmente há também uma certa dificuldade em decifrar sinais não verbais dados pelo interlocutor, como de cansaço ou desinteresse, quem sofre dessa condição pode falar sobre um mesmo assunto por muito tempo ou mudar bruscamente o rumo da conversa. Com isso, correm o risco de serem vistos como poucos sociáveis.

Outra característica é o foco e o interesse aprofundado por determinados tópicos, assim como o apego à rotina. Algumas pessoas com Asperger também podem apresentar uma hipersensibilidade a estímulos, como uma luz forte e sons em volume alto. Como em geral não há sintomas físicos, o diagnóstico é feito com base em consultas clínicas.

Um cardápio de terapias costuma ser utilizado para o tratamento da síndrome. Técnicas de psicologia comportamental estão entre as mais populares.

Mais de 37 milhões de pessoas já foram diagnosticadas com Asperger no mundo todo. Bill Gates, Steven Spielberg e Tim Burton são alguns dos portadores famosos. Os cientistas acreditam que Albert Einstein, Isaac Newton e o pintor Vincent Van Gogh sofriam da condição.

A síndrome foi identificada pela primeira vez em 1944 pelo médico austríaco Hans Asperger, que observou déficits importantes de comunicação não verbal em crianças e outros sintomas comportamentais. Mas demorou algum tempo para o diagnóstico, considerado complexo, se popularizar, o que aconteceu nos últimos 30 anos.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.