Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Volta do turismo: UE lança plataforma para emitir passaportes sanitários

O documento, que será impresso e digital, permitirá as viagens entre os países da UE, em uma tentativa de ajudar a recuperar a economia mediante a gradual reabertura do turismo

A União Europeia lançou formalmente nesta terça-feira (1º) a plataforma técnica destinada a garantir a interoperabilidade dos passaportes sanitários que permitirão, a partir de 1º de julho, viajar entre os Estados-membros, anunciou a Comissão Europeia.

As dívidas tiram o seu sono e você não sabe por onde começar a se organizar? A EXAME Academy mostra o caminho.

O passaporte sanitário fornecerá a prova de que o portador foi plenamente vacinado contra a covid-19, apresentou resultado negativo no teste ou já está imune por ter sido contaminado anteriormente. O documento, que será impresso e digital, permitirá as viagens entre os países da UE, em uma tentativa de ajudar a recuperar a economia mediante a gradual reabertura do turismo.

As negociações se arrastaram para alcançar acordos sobre o reconhecimento generalizado do passaporte nos países da UE e a adoção de critérios comuns.

A partir desta terça-feira, sete países já estão interconectados e poderão começar a emitir seus passaportes: Bulgária, República Tcheca, Dinamarca, Alemanha, Grécia, Croácia, Polônia.

"Estamos lançando a infraestrutura técnica que permitirá a validação de certificados de uma forma segura e respeitosa com a privacidade", disse um porta-voz da Comissão.

Este serviço permite verificar e autenticar as assinaturas digitais contidas nos códigos QR de cada certificado, mas sem processar dados pessoais, consultando chaves armazenadas em servidores nacionais.

Depois de testes técnicos considerados "conclusivos", "todos os Estados (...) podem começar a usar o sistema de forma voluntária", anunciou a Comissão.

O plano para que o projeto esteja plenamente em vigor para toda a UE está programado para 1º de julho. A Grécia já confirmou o lançamento de sua plataforma. "A partir de hoje, os cidadãos podem imprimir este certificado e viajar para países que anunciarem que o aceitam", disse Kyriakos Pierrakakis, ministro grego da Governança Digital.

Bulgária e Polônia anunciaram que estavam prontas para emiti-los nesta terça-feira. A Alemanha lançará gradualmente seu dispositivo, começando por certas regiões do país, segundo a Comissão.

Na República Tcheca, os primeiros certificados serão emitidos em papel e no formato digital e serão reconhecidos inicialmente por sete países da UE por meio de acordos bilaterais, segundo o Ministério da Saúde.

Na Dinamarca, uma nova versão do certificado nacional, que permite o acesso a determinados lugares, está pronta desde sexta-feira para integrar o certificado europeu.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importante em tempo real.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também