Casual
Acompanhe:

Turistas vacinados poderão visitar Israel e Grécia após acordo firmado

Israel já vacinou 40% de sua população desde meados de dezembro, já a Grécia tem até agora 165.000 casos e 6.000 mortes pelo vírus

 (AGENCE FRANCE-PRESSE/Reprodução)

(AGENCE FRANCE-PRESSE/Reprodução)

A
AFP

9 de fevereiro de 2021, 08h56

Israel e Grécia chegaram a um acordo de turismo nesta segunda-feira (8) para que seus respectivos cidadãos vacinados contra o coronavírus viajem sem restrições entre os dois países. 

Seu dinheiro está seguro? Aprenda a proteger seu patrimônio

"Devemos facilitar a viagem daqueles que apresentam comprovante de vacinação e é isso que planejamos fazer com Israel", disse o primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis, em comunicado conjunto com seu homólogo israelense Benjamin Netanyahu.

O acordo tornará mais fácil para os turistas israelenses "irem para a Grécia sem quaisquer limites ou quarentena", disse Netanyahu.

Israel iniciou no domingo a liberação de seu terceiro bloqueio, determinado em dezembro, mas sem retirar as restrições aos voos internacionais, que permanecem suspensos até 20 de fevereiro.

Mitsotakis desembarcou em Israel ontem (8) com os ministros de Relações Exteriores e de Turismo da Grécia.

Graças a um acordo com o laboratório Pfizer, Israel já vacinou mais de 3,5 milhões de pessoas (cerca de 40% de sua população) desde meados de dezembro.

Israel registra 696.000 casos de covid-19 e 5.171 mortes desde o início da pandemia. A Grécia tem até agora 165.000 casos e 6.000 mortes pelo vírus.