The Body Shop assume compromisso de ser 100% vegana até 2023

Atualmente com 60% do portfólio vegano, a marca britânica pretende certificar todos os produtos através da The Vegan Society, até 2023. Paulo Serrano, gerente-geral da marca no Brasil, conta sobre a novidade com exclusividade

Pioneira em práticas de ESG no universo dos cosméticos, a The Body Shop anuncia mais um passo rumo à sustentabilidade. Desta vez, expandindo a pauta do veganismo em seu portfólio. Até o fim de 2023, todos os produtos de seu portfólio serão certificados pela The Vegan Society e contarão com o logo vegano. Atualmente, 60% dos produtos não utilizam ingredientes de origem animal, valor que se refere a 3.700 matérias primas. Com exclusividade a Casual EXAME, Paulo Serrano, gerente-geral da marca no Brasil, conta sobre os novos planos da marca

As dívidas tiram o seu sono e você não sabe por onde começar a se organizar? A EXAME Academy mostra o caminho.

Desde o lançamento da marca, em 1976, na Inglaterra, o posicionamento da The Body Shop sempre foi voltado aos “Negócios como uma forma para o bem”. Um exemplo foi o pioneirismo da marca ao criar uma campanha contra testes em animais no meio dos cosméticos. “Em 1988 lançamos uma campanha contra testes em animais que levou à proibição de testes em todo o Reino Unido e em seguida impactou uma mudança na lei da União Europeia”, comenta Serrano. 

O desenvolvimento de ações alcançou, em 2018, a ONU, após recolherem mais de 8 milhões de assinaturas ao redor do mundo e levando o tema do fim dos testes em animais, como pauta para as Nações Unidas. 

Agora a meta da empresa é atingir um portfólio 100% vegano. “Um bom exemplo é o sucesso que tivemos com o relançamento da linha Lolita em 2020, no Brasil. A nova fórmula permitiu aumentar a fixação da fragrância e da hidratação, tanto o perfume quanto a linha corporal agora são livres de ingredientes de origem animal”, comenta Serrano. Já com os produtos corporais, as novas fórmulas ganharam texturas aveludadas e livres de silicones. “A alteração das fórmulas, fez com que esta linha de produtos, exclusiva no portfólio do Brasil, aumentasse 2,1p.p. sua participação na receita da marca”, adiciona.

The Body Shop, Fragrância Flores de Lolita, 99,90 reais. Linha reformulada para ser 100% vegana.

The Body Shop, Fragrância Flores de Lolita, 99,90 reais. Linha reformulada para ser 100% vegana. (The Body Shop/Divulgação)

O veganismo também é uma pauta crescente entre os consumidores. Dados do Google Trends mostram que a popularidade do veganismo está agora em seu ponto mais alto globalmente, com muitas pessoas pesquisando e se informando sobre o assunto. Além disso, na última pesquisa do Ibope, em 2018, 14% das pessoas se declaram veganas no Brasil. “O consumo consciente é uma tendência que não pode ser ignorada e veio para mudar o mundo, e a The Body Shop abraçá-la vai de encontro com os ideais da marca”, afirma. 

Além do consumo consciente, os clientes podem participar de ações da marca, como o programa de logística reversa, feito em parceria com o Terracycle. São aceitas nas lojas embalagens vazias de cosméticos de qualquer marca, que são encaminhadas para a reciclagem correta. Se as embalagens forem de produtos The Body Shop, a cada cinco recipientes, o consumidor recebe um creme de mãos em troca.

A pauta das embalagens e geração de resíduos, porém, tem seus dias contados, visto que no mundo, até o final do ano, haverá 500 lojas com postos de recarga. “Este projeto é de extrema importância para o Brasil e América Latina, que possuem suas especificidades regulatórias, e seguimos atuando fortemente com o nosso time especialista para poder lançar o projeto o quanto antes”, diz Serrano. 

Pandemia

Ainda que no ano passado o consumo de cosméticos tenha aumentado no país, as lojas ficaram fechadas por um bom tempo. Assim, para a marca, houve uma reformulação do e-commerce. “Ampliamos nossa atuação no delivery, em outros canais digitais e avançamos em nossa estratégia omnicanal, mantendo o nosso DNA de marca varejista, atuando em parceria e proximidade com nossa rede de franqueados, responsáveis pela maior parte das lojas”, explica Serrano. 

Com mudanças no varejo, para este ano a marca pretende reforçar seus valores com os consumidores. “Queremos estar cada vez mais fortes para gerar a melhor experiência para nosso consumidor em qualquer ponto de contato que ele possa e queira ter conosco”, finaliza.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importante em tempo real.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também