Espanha devolve antiguidades contrabandeadas ao Egito

As 36 peças arqueológicas avaliadas em mais de 150 mil euros foram saqueadas de Saqqara e Mit Rahina, informou a polícia espanhola
 (Juan Medina/Reuters)
(Juan Medina/Reuters)
R
Reuters

Publicado em 20/12/2021 às 17:06.

Última atualização em 20/12/2021 às 17:14.

A Espanha devolveu 36 antiguidades roubadas às autoridades egípcias nesta segunda-feira, incluindo estatuetas de deuses e deusas e potes antigos que deveriam conter restos humanos.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor 

Os artefatos — entre eles uma escultura em granito da cabeça do leão da deusa guerreira Sekhmet — foram retirados ilegalmente de sítios arqueológicos, disseram as autoridades.

Contrabandistas os trouxeram para a Espanha, onde a polícia os apreendeu após uma investigação em 2014.

O embaixador do Egito na Espanha, Youssef Diaeldin Mekkawy, os recebeu em uma cerimônia no Museu Nacional de Arqueologia de Madri.

"A recuperação destas 36 peças arqueológicas é uma operação de sucesso que já dura anos, uma operação coordenada entre autoridades egípcias e espanholas", disse.

Os artefatos, avaliados em mais de 150.000 euros, foram todos provavelmente saqueados de locais em Saqqara e Mit Rahina, informou a polícia espanhola.

Egito e outros Estados intensificaram as campanhas para a devolução de artefatos tomados por contrabandistas ou saqueados por potências imperiais.