Equipe médica que cuidava de Maradona é acusada de homicídio doloso

O jogador de futebol argentino morreu no dia 25 de novembro de 2020, ficando marcado como uma lenda do esporte

A justiça argentina está acusando 7 profissionais da saúde que cuidaram do jogador de futebol Diego Maradona, que morreu aos 60 anos no último dia 25 de novembro, de "simples homicídio doloso".

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

Segundo relatório que consta nas investigações da morte do jogador, "Maradona foi deixado à própria sorte" pela equipe médica que cuidou do craque em seus últimos dias de vida. Duas semanas antes de falecer, Maradona havia passado por uma cirurgia no cérebro.

Os 7 profissionais da saúde acusados são: Leopoldo Luque, neurocirurgião que operou o cérebro de Maradona; a psiquiatra Agustina Cosachov; o psicólogo Carlos Díaz; os enfermeiros Dahiana Madrid e Ricardo Almiron e os chefes de enfermagem Mariano Perroni e Nancy Forlini.

Ainda em novembro, o neurocirurgião de Maradona se apresentou voluntariamente à justiça argentina. Na época, ele ainda não era acusado de nenhum crime. Mesmo assim, a polícia chegou a periciar a casa do médico.

O relatório de 70 páginas também diz que Maradona ficou gravemente doente cerca de 12 horas antes de sua morte, período durante no qual ele "não foi devidamente monitorado" pela equipe médica. Em fevereiro, um áudio de uma ligação feita no dia da morte de Maradona mostrou Leopoldo Luque descrevendo o craque como um "gordo" que iria "se matar". 

Por anos a fio, Maradona lutou contra seu vício em álcool e drogas, mas o relatório toxicológico apontou que o jogador não tinha as substâncias na corrente sanguínea quando faleceu.

A autópsia feita no corpo de Maradona indicou que o jogador morreu durante o sono, após sofrer um edema agudo de pulmão. O advogado que representa Diego Fernando, filho mais novo de Maradona, diz que a família acredita que a morte poderia ter sido evitada. 

 

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também