Chris Brown se declara culpado por agredir homem em hotel

Chris Brown aceitou um acordo judicial e foi sentenciado a dois dias de prisão após se declarar culpado de ter agredido um homem

	Chris Brown: rapper se livrou da chance de enfrentar 6 meses de prisão e de multa
 (Wikimedia Commons)
Chris Brown: rapper se livrou da chance de enfrentar 6 meses de prisão e de multa (Wikimedia Commons)
D
Da RedaçãoPublicado em 02/09/2014 às 14:59.

Washington - O rapper Chris Brown aceitou um acordo judicial nesta terça-feira e foi sentenciado a dois dias de prisão - já cumprida -, após se declarar culpado de ter agredido um homem no lado de fora de um hotel de Washington DC durante o período em que se encontrava em liberdade condicional, pela agressão contra sua ex-namorada Rihanna, em 2009.

Com a aceitação do tal acordo, o rapper se livrou da possibilidade de enfrentar seis meses de prisão e de uma multa de US$ 1.000.

Na ocasião, em outubro do ano passado, Brown deu um soco em uma pessoa que tentava tirar uma foto dele na saída de um luxuoso hotel do centro de Washington.

Como estava em liberdade condicional, o cantor chegou a ficar dois dias presos.

Anteriormente, em junho, Brown deixou a prisão de Los Angeles, onde passou 108 dias por descumprir os termos da liberdade condicional que obteve após ter sido acusado de agredir a cantora Rihanna, com a qual mantinha uma relação.

Na audiência realizada hoje em Washington, Danny Onorato, o advogado do rapper, argumentou que ele já tinha recebido uma dura pena na Califórnia e também se submeteu a tratamento psicológico por seus comportamentos violentos.

O advogado assegurou que o cantor teve que suspender sua carreira artística durante quase um ano por seus problemas com a justiça.

Brown, que deverá lançar seu sexto álbum de estúdio até o final do ano, só discursou na audiência de hoje para pedir perdão por seu comportamento, deixando o tribunal rapidamente e falar com os jornalistas presentes no local.