Check-in para trabalhar: Meliá transforma quartos de hotéis em escritórios

Desde junho, é possível passar o dia trabalhando em quatro unidades do grupo em São Paulo. Foram adaptados 50 apartamentos e as diárias partem de R$ 135

Por razões óbvias, os turistas sumiram. Cansados de ver suas instalações às moscas, alguns hotéis resolveram transformar seus apartamentos em escritórios, na esperança de que os executivos em regime de home-office prefiram pagar para não continuar trabalhando ao lado dos filhos, do cachorro e daquele vizinho que não desliga a TV o dia todo. Depois da rede Accor quem aderiu à estratégia foi o grupo Meliá.

A cadeia de origem espanhola selecionou quatro unidades em São Paulo, o Meliá Paulista, o Meliá Jardim Europa, o TRYP da Rua Iguatemi e o TRYP da Rua Jesuíno Arruda e adaptou cerca de 50 quartos. Estes passaram a ser chamados de “work rooms”. Com capacidade para até duas pessoas, foram equipados com mesa de trabalho ampla e duas cadeiras confortáveis. Dispõem de wi-fi, frigobar, televisão, banheiro privativo, ar condicionado e serviço de coleta de lixo diária. Alguns incluem mimos como café e chá. As diárias partem de R$ 135 e há pacotes semanais e até mensais.

“O Work Room Meliá é uma inovação e uma nova maneira de reinventar nosso produto”, declarou Fernando Gagliardi, diretor de marketing e vendas da América do Sul. “A ideia é aproveitar os espaços ociosos neste momento e atender pessoas que ficaram sem escritório para trabalhar, que buscam reduzir custos e readaptar seu formato de trabalho e que dependem de espaços físicos em localizações estratégicas”. Para reservas: reservas.online@melia.com.br

Os hotéis do grupo que aderiram:

Meliá Paulista – Av. Paulista, 2118.

Meliá Jardim Europa – Rua João Cachoeira, 107.

TRYP São Paulo Iguatemi – Rua Iguatemi, 150.

TRYP São Paulo Jesuíno Arruda – Rua Jesuíno Arruda, 806.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.