Linn da Quebrada vira consultora de diversidade da Ambev

Cantora também será uma das embaixadoras do LAGER, grupo de afinidade que discute e implementa ações voltadas para o público LGBTQIAP+
Lina Pereira: cantora irá apoiar as práticas de diversidade e inclusão da Ambev (Ambev/Divulgação)
Lina Pereira: cantora irá apoiar as práticas de diversidade e inclusão da Ambev (Ambev/Divulgação)
D
Da Redação

Publicado em 11/06/2022 às 16:54.

Última atualização em 11/06/2022 às 16:56.

Neste sábado, 11, a Ambev anunciou que a cantora Lina Pereira, mais conhecida como Linn da Quebrada, é a mais nova Consultora de Diversidade e Inclusão (D&I) da fabricante de bebidas.

Segundo comunicado, Linn chega para apoiar a companhia na ampliação de práticas de inclusão e visibilidade de pessoas LGBTQIAP+, especialmente da comunidade de pessoas trans e travestis.

De acordo com a Ambev, Lina atuará em decisões sobre projetos internos e externos da Ambev e participará de encontros com os cerca de 130 funcionáris trans da cia para identificar suas principais dores, experiências e conquistas, além da integração com todos os demais profissionais e parceiros da Ambev para discutir práticas de representatividade e inclusão.

A cantora também será uma das embaixadoras do LAGER, grupo de afinidade que discute e implementa ações voltadas para o público LGBTQIAP+, no qual terá um olhar direcionado especificamente para a luta por mais inclusão, visibilidade e oportunidade para pessoas trans.

"Estou muito feliz, muito honrada e quero conseguir ocupar esse cargo dentro da companhia da melhor maneira possível e poder mostrar não apenas nossas cicatrizes, mas o quanto somos excelentes enquanto profissionais. E que o mínimo que é preciso é que haja uma oportunidade para que a gente possa mostrar muito mais e possa ser muito mais”, diz Lina.

Trajetória de D&I

Desde 2016, a Ambev firmou um compromisso público com o respeito à diversidade e, desde então, tem realizado uma série de ações que vão desde apoio ao público interno e criação de diretrizes para eliminar o preconceito ou sexismo de suas marcas, até o apoio das normas de conduta da ONU para empresas que suportam direitos LGBTQIA+.

Recentemente, a Ambev anunciou que está fazendo, de forma gratuita e com todo suporte burocrático necessário, a retificação civil dos nomes de todos os colaboradores trans/travestis que desejarem. O projeto foi batizado de “Me chame pelo meu nome (e pronome também!).

Além disso, a companhia também doou um valor proporcional para a Casa Neon Cunha, ONG que apoia pessoas LGBTQIAP+ em situações de vulnerabilidade, para que outras pessoas trans possam realizar este sonho.

Outras ações de apoio a comunidade trans estão sendo implementadas pelo ecossistema Ambev, como o TForma, curso que vai formar pessoas trans para trabalhar no mercado de serviço de bares, a segunda edição do projeto Brewing Love Project que vai dedicar os recursos da venda de um rótulo especial para mentoria a empreendedores TRANS e TRAVESTIS, além do apoio a edição deste ano da Feira de Empregabilidade de Pessoas Trans, e da Marcha Trans, esta última junto com sua marca BEATS.