“Ao mesmo tempo que” ou “ao mesmo tempo em que”: qual é o certo?

Professor Diogo Arrais explica se a preposição "em" deve aparecer nas locuções conjuntivas temporais

Em uma questão adaptada, havia a seguinte sentença: “Como se fosse um direito natural, reserva-se o poder aos homens em todos os níveis, ao mesmo tempo em que as mulheres sofrem sob estereótipos e idealizações também naturalizados.

Com o sentido temporal, a locução conjuntiva “ao mesmo tempo que” – equivalente a “enquanto” – não deve fazer o uso de “em”.

Na obra Domingo à Tarde, de Fernando Namora, vê-se:

“O peito subia e descia como um harmônio, ao mesmo tempo que dele escapava um som de goela estrangulada.”

Em Quincas Borba, Machado de Assis assim redige: 

Traz a idéia do ímpeto, do sangue, da disparada, ao mesmo tempo que a da serenidade com que torna ao caminho reto, e por fim à cavalariça.”

A Moderna Gramática Brasileira, de Evanildo Bechara, reúne as principais conjunções e locuções temporais.  Nestas exemplificações a seguir, verifica-se a preposição “em” igualmente ausente:

a) Tempo anterior: antes que, primeiro que;

b) Tempo posterior: depois que;

c) Tempo posterior imediato: logo que, assim que, desde que;

d) Tempo frequentativo (repetido): todas as vezes que, sempre que;

e) Tempo terminal: até que.

Há algumas semanas, diante de um tema semelhante, tive aqui o prazer de citar Domingos Paschoal Cegalla, sobre “a primeira vez que”:

“Nesta expressão de sentido temporal, a palavra ‘que’ é geralmente considerada conjunção. Não se deve, por isso, antepor-lhe a preposição ‘em’.” 

Mais uma vez, a frase inicial deste texto deveria ser: “Como se fosse um direito natural, reserva-se o poder aos homens em todos os níveis, ao mesmo tempo que as mulheres sofrem sob estereótipos e idealizações também naturalizados. 

Um grande abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!

Diogo Arrais

@diogoarrais

Professor de Língua Portuguesa – CPJUR

Autor Gramatical pela Editora Saraiva

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.