Um conteúdo Bússola

Variante de covid vinda da Índia infecta vacinados em Israel

No Brasil, boas notícias dividem espaço com expectativa da abertura da CPI da Covid no Senado
 (Ahmad Gharabli/AFP/Getty Images)
(Ahmad Gharabli/AFP/Getty Images)
A
Alon Feuerwerker*

Publicado em 03/05/2021 às 16:46.

Última atualização em 03/05/2021 às 16:53.

Israel identificou pessoas infectadas pela variante do SARS-CoV-2 surgida na Índia e que pegaram o vírus mesmo após terem sido vacinadas. Há que se ter cautela, porque o número de casos é reduzido e não foram dadas ainda informações sobre o estado de saúde dos infectados. De todo modo, as autoridades sanitárias israelenses avaliam que a proteção da vacina da Pfizer pode não ser inteiramente suficiente para essa cepa.

No Brasil, a segunda onda de covid-19, impulsionada pela variante surgida em Manaus, desce a ladeira. Em alguns lugares mais rapidamente, mais lentamente em outros, mas parece ser a tendência. Provavelmente alguma combinação de vacinação, imunidade adquirida do próprio vírus e algum grau de isolamento e distanciamento sociais. Que os cientistas expliquem a resultante.

Outra variável em evolução positiva é a taxa de ocupação dos leitos de cuidados intensivos. São boas notícias, em meio à expectativa da abertura do MMA na CPI da Covid no Senado. Que certamente prenderá a atenção dos interessados em política. Pelo menos até que venha uma eventual, ainda que indesejada, terceira onda, talvez trazida exatamente pela cepa proveniente da Índia.

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube