Um conteúdo Bússola

Rio ganha primeira escola de joalheria com curso reconhecido pelo MEC

Além da formação teórica e prática, os alunos poderão participar de uma das maiores exposições de joalheria do Brasil
 (Getty Images/Getty Images)
(Getty Images/Getty Images)
B
Bússola

Publicado em 09/06/2022 às 18:00.

Última atualização em 09/06/2022 às 18:05.

A Escola Brasileira de Joalheria (EBJ), localizada em Ipanema, Rio de Janeiro, acaba de lançar o primeiro curso de extensão universitária em joalheria do país com certificado reconhecido pelo MEC. A novidade vai garantir qualidade no aprendizado e formação atestada pelo Ministério da Educação para quem deseja atuar no mercado de luxo brasileiro. A partir do curso, os formandos estarão aptos a trabalhar com prata e ouro, além de desenvolver peças da alta joalheria com pedras preciosas.

O Curso de Extensão Universitária da EBJ terá a duração de um ano e vai disponibilizar uma metodologia de ensino exclusiva em que o aluno aprenderá, em aulas práticas e teóricas, os procedimentos para a fabricação de joias, a história da joalheria, gemologia e marketing para o mercado de luxo, entre outros. Ao final, os participantes deverão desenvolver uma coleção de joias como trabalho de conclusão, que poderá ser apresentada no Joialerismo Expo, um dos eventos mais disputados entre o público consumidor de novas tendências de joias, moda e acessórios. O evento acontece no Rio de Janeiro e já contou com a participação de mais de 200 marcas de todo o país.

“Após duas experiências internacionais, um intercâmbio em Londres e uma feira em Paris, descobri que precisava desenvolver um ensino exclusivo de joalheria no Brasil com inspiração nas escolas europeias. Este curso é o resultado disso”, diz Livi Pires, fundadora e professora da EBJ.

O projeto conta com um time de peso. Toda a equipe de professores faz parte dos grandes nomes do mercado de luxo brasileiro e internacional, como a designer de joias Iolene Lima, o gemólogo Tiago Leite e o ourives Jorge Perroni, que possui mais de 46 anos de profissão e participou do desenvolvimento de algumas das coleções mais icônicas da HStern.

“O curso foi desenvolvido com objetivo de capacitar o aluno para trabalhar em uma empresa ou abrir seu próprio negócio. Com a formação exclusiva e multidisciplinar, e com foco na capacitação de novos profissionais para o mercado joalheiro, o cursos está dando um importante passo rumo ao nível superior na joalheria nacional. Este, possivelmente, é um dos maiores passos que já demos”, afirma Livi.

Os interessados em participar devem ter mais de 18 anos e possuir interesse no mercado de joalheria. A primeira turma terá início em julho deste ano, com aulas à noite, das 18h às 21h. As inscrições estão abertas pelo site.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Descomplica e Porta dos Fundos lançam série que une educação e humor

Fintech educacional lança financiamento para alunos, residentes e médicos

Comgás abre inscrições para estágio de dois anos com trabalho híbrido