Bússola
Um conteúdo Bússola

O que é ‘martech’, o conceito que levou startup a faturar R$ 7 milhões com gestão de projetos

Tramontina, Levi’s, Domino’s Pizza e Ambev já otimizaram os seus fluxos de trabalho com a solução da empresa gaúcha que cresce 44% ao ano

Mais que um simples gerenciador de projetos com kanban, a plataforma é inteiramente pensada para profissionais do marketing (Farknot_Architect/Getty Images)

Mais que um simples gerenciador de projetos com kanban, a plataforma é inteiramente pensada para profissionais do marketing (Farknot_Architect/Getty Images)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 2 de maio de 2024 às 10h00.

Tudo sobremarketing-digital
Saiba mais

Você sabe o que é martech? É a junção do marketing com tecnologia. Pode parecer só mais um termo, mas, para a startup gaúcha Deskfy, é uma solução que promete render R$ 10 milhões em 2024.

Seguindo o conceito, a empresa oferece um software que organiza o fluxo de trabalho e dá conta de tarefas operacionais, deixando os times livres para criar e executar projetos

Mais que um simples gerenciador de projetos com kanban, a plataforma é inteiramente pensada para profissionais do marketing e já é utilizada pelos times de clientes como Tramontina, Levi’s e Ambev

  • Em 2023, a solução da Deskfy rendeu um faturamento total de R$ 7,2 milhões, com um índice de crescimento anual em torno dos 44%

“Estamos priorizando a diferenciação no mercado para manter a Deskfy como líder no segmento de Workflow do Marketing no Brasil, atendendo as principais marcas do país e da América Latina” diz Victor Dellorto, CEO da companhia.

Como funciona a Deskfy?

Quem trabalha com marketing sabe: no dia a dia você não recebe uma tarefa e simplesmente a executa. 

Você primeiro planeja a campanha, depois estrutura o briefing, aprova com o comercial, aprova com o cliente, passa pro design, refaz, aprova de novo, muda, aprova mais uma vez… são muitas as etapas e tudo é pra ontem.

E para cada uma das tarefas são utilizadas ferramentas genéricas, diferentes umas das outras. Nesse caos, os times, de profissionais essencialmente criativos, podem acabar esgotados e sem espaço para performar bem e de maneira saudável.

A Deskfy funciona ao simplificar essa rotina com uma plataforma que reúne todas as ferramentas de organização necessárias, como:

  • Gestão de tarefas por kanban – como no Trello
  • Gestão de templates – similar ao Canva, por exemplo
  • Indicadores de eficiência da operação
  • Gestão dos materiais da marca
  • Armazenamento dos arquivos e outras.

Sucesso até agora e estratégias para 2024

A Deskfy possui apenas seis anos desde a sua fundação e já atende a mais de 200 grandes marcas no Brasil e na América Latina, registrando mais de 20 mil usuários.

Para este ano, 2024, a empresa pretende cumprir a meta do faturamento de R$ 10 milhões expandindo a carteira de clientes e o portfólio de soluções dentro da plataforma.

Entre as novidades uma das mais aguardadas é a gestão de campanhas, que permitirá que os profissionais organizem, estruturem e mensurem cada etapa de suas campanhas. Isso é fundamental para o sucesso das estratégias e a visibilidade aos trabalhos dos times de marketing", observa o CEO.

O imediato é inimigo do bom

Para os profissionais de marketing, a plataforma é inovadora e, para a empresa, a ideia do produto veio da experiência. 

Para Victor, o maior problema do setor está na sobrecarga dos times, que precisam lidar com alto número de tarefas, com ferramentas genéricas e um imediatismo enraizado na cultura

“Isso tem acarretado sobrecarga de trabalho, alto índice de retrabalho, volume de tarefas repetitivas e desgaste emocional, aponta.

O principal objetivo do produto, e do CEO, é permitir a união de todas as ferramentas e recursos que o profissional precisa.

“Costumo dizer que essa mudança permite que os times de marketing se dediquem ao que verdadeiramente importa: seja desenvolver estratégias mais inteligentes, explorar todo o potencial criativo ou simplesmente fazer uma pausa para um café”, conclui.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:marketing-digital

Mais de Bússola

Caio Galantini: a inteligência artificial não tem vida própria 

Mercado de apostas: o que muda com a nova portaria de pagamentos?

Fátima Lima: Maio Amarelo e a urgência de conscientização sobre os perigos do celular ao volante

Por que a Minalba vai apostar na distribuição de bebidas esportivas?

Mais na Exame