Um conteúdo Bússola

Enactus Brasil celebra empreendedorismo social e universitário em SP

Evento reúne alunos, pesquisadores e investidores em formato híbrido pela primeira vez depois de dois anos
Tema deste anos é "Juntos transformado o agora" (Bússola/Divulgação)
Tema deste anos é "Juntos transformado o agora" (Bússola/Divulgação)
B
BússolaPublicado em 22/07/2022 às 21:30.

Depois de dois anos em formato virtual, o Evento Nacional da Enactus Brasil (Eneb) volta este ano, em julho, em formato híbrido. O evento é uma celebração e um marco no empreendedorismo social e universitário no país, que tem expectativa de reunir até mil estudantes, online no primeiro momento nos dias 11 a 14 de julho, e nos dias 28 e 29 de julho, no formato presencial, no Expo Center Norte, em São Paulo.

O tema escolhido para o encontro deste ano é “Juntos transformando o agora” e remete ao momento que a sociedade se encontra e a urgência da Agenda 2030. “Estarmos juntos, transformando o agora, é também uma forma de nos concentrarmos no momento em que estamos vivendo. Precisamos estar cientes que há uma urgência, há problemas que precisam de soluções inovadoras e precisam ser enfrentados hoje”, afirma Joana Rudiger, presidente da Enactus Brasil.

O Eneb é a ocasião em que times de universitários do país apresentam resultados do trabalho realizado ao longo do ano, que impacta diversas comunidades, além de ser uma oportunidade de compartilharem experiências com a rede. Cada time Enactus reúne uma equipe multidisciplinar de alunos em diversos campi universitário, tanto em instituições públicas como privadas, para desenvolver projetos de negócios economicamente viáveis, ambientalmente corretos e socialmente justos com as comunidades locais, colocando em prática o desenvolvimento sustentável nos primeiros anos de formação superior e gerando impacto positivo.

De acordo com dados levantados pela Enactus, só no Brasil, os projetos dos mais de 120 times, que envolvem cerca de 3.300 estudantes, movimentaram mais de R$ 1 milhão nos setores em que atuam e mais de 98 mil vidas já foram impactadas.

Entre as atividades do Eneb, estão a competição e a apresentação dos trabalhos realizados pelos times e momentos de integração com empresas parceiras, que se conectam com os alunos por meio de palestras e oficinas. São parceiros da Enactus Brasil empresas como DSM, Cargill, KPMG, Tilibra, entre outras.

Projetos

O Anamã, ideado pela Enactus da UFPA, desenvolve ecobarreiras construídas em rios urbanos de Belém/PA para diminuir o fluxo de plástico marinho através da capacitação de adultos em vulnerabilidade socioeconômica. Neste ano, a iniciativa já retirou 43 Kg de poluentes da água e o público beneficiado pelas ecobarreiras chega a mais de 70 mil pessoas.

O Domus, da Enactus Campus São Carlos, faz o reuso de caixas cartonadas para revestir casas em situações de vulnerabilidade, servindo como um controlador térmico de cada moradia.

Além deles, outros projetos Enactus já se tornaram negócios empreendidos por estudantes da rede e continuam se desenvolvendo no mercado. A Toti, desenvolvido na Cefet/RJ, é a primeira plataforma brasileira de ensino e inclusão de pessoas refugiadas e migrantes no mercado de trabalho de tecnologia.

Enquanto o Amitis cria uma rede de micro agricultores urbanos que produzem nas hortas hidropônicas proprietárias e geram renda, além de facilitar a distribuição de alimentos em sua região, diminuindo etapas da cadeia produtiva de alimentos. Criado pela Enactus UFAL, o projeto já recebeu R$ 65 mil  em prêmios de inovação no primeiro semestre de 2022.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Olimpíada Brasileira de Tecnologia anuncia os vencedores esta semana

Empreender em educação exige compromisso, diz Duda Falcão, da Eleva

Você já pensou em como o home office impacta as escolhas de seus filhos?