A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Temer afirma que Cide de combustíveis não vai aumentar

Especialistas apontavam que contribuição da Petrobras, que determinou uma redução média do diesel de 2,7% e da gasolina de 3,2%, poderia ser elevada

Goa, Índia - O presidente Michel Temer afirmou neste sábado que a Cide combustíveis "não vai aumentar". Depois que a Petrobras determinou nas refinarias uma redução média do diesel de 2,7% e da gasolina de 3,2%, especialistas apontaram que a contribuição poderia ser elevada, especialmente para compensar perdas de caixa da estatal que viriam da diminuição de preços de combustíveis. "Não há nada concreto a respeito disso", disse Temer.

"O que há, o presidente Pedro Parente me ligou antes de ontem, haveria uma reunião da diretoria logo em seguida, no final da tarde, e ele me antecipou que muito possivelmente haveria uma redução do valor do óleo diesel e da gasolina", comentou o presidente da República. "Evidentemente que isto estava vinculado, dizia ele, ao mercado internacional. Portanto, haverá uma avaliação a cada mês, a cada 2 meses, tendo em vista o mercado internacional."

"Aliás, quando nos pensamos no teto dos gastos públicos nos pensamos exatamente na possibilidade de evitar qualquer tributação", disse o presidente. Ele destacou que durante um bom período "falou-se muito da CPMF", que seria elevada. "E nos tentamos evitar o quanto possível qualquer espécie de nova tributação, especialmente a CPMF. E confesso que a CIDE é a primeira vez que eu ouço."

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também