A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Quem aprova a CPMF é o Congresso, diz Dilma

Segundo Dilma, o tributo - que ela chamou de CPPrev - é para financiar a Previdência, que sofre uma queda cíclica quando diminui a atividade econômica

A presidente Dilma Rousseff comentou nesta terça-feira, 15, sobre a proposta de retorno da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que consta do pacote de aumento de impostos e cortes de gastos anunciado ontem pela equipe econômica.

Segundo Dilma, o tributo - que ela chamou de CPPrev - é para financiar a Previdência, que sofre uma queda cíclica quando diminui a atividade econômica.

"O governo não aprova a CPMF, quem aprova é o Congresso. Nos empenharemos bastante para aprovar as medidas no Congresso", comentou Dilma em rápida entrevista coletiva após cerimônia de entrega do prêmio Jovem Cientista, em Brasília.

A presidente ressaltou que o governo não está tomando essas medidas porque quer, mas sim porque é fundamental sair da situação de restrição fiscal o mais rápido possível, para que o País possa voltar a crescer.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também