Brasil
Acompanhe:

Quantas urnas são usadas na eleição?

Votação vai até às 17h deste domingo, no horário de Brasília

Positivo Tecnologia é a empresa responsável por fabricar as novas urnas usadas nestas eleições (Fábio Pozzebom/Agência Brasil)

Positivo Tecnologia é a empresa responsável por fabricar as novas urnas usadas nestas eleições (Fábio Pozzebom/Agência Brasil)

D
Da Redação

30 de outubro de 2022, 14h55

A votação para o segundo turno das eleições vai até às 17 horas (horário de Brasília) em todo o país, com os candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) disputando a Presidência do país. Em São Paulo, a preparação das urnas eletrônicas começou no dia 17 de outubro, em todos os cartórios de forma simultânea. A ‘cerimônia’ pôde ser acompanhada por partidos políticos, federações, coligações e demais entidades fiscalizadoras do sistema eleitoral, de acordo com informações do TRE-SP.

AO VIVO 2º turno das Eleições 2022: acompanhe a cobertura e resultados da apuração no Brasil

A preparação das urnas consiste, de forma resumida, em uma série de procedimentos, que envolvem desde a gravação em cartões de memória dos dados dos eleitores e dos candidatos, passa pela inserção dos dados nas urnas e vai até à lacração, em que as máquinas recebem lacres produzidos pela Casa da Moeda. Depois disso, ninguém mais pode mexer nas urnas até o dia de votação. Vale lembrar que a gravação das mídias que vão dar carga nas urnas não é feita pela internet, mas por meio de um sistema específico para as urnas, gerado pelo TSE — portanto, não é possível extrair esses dados por outra forma que não seja o sistema, ao qual têm acesso apenas servidores autorizados pelo juiz eleitoral.

Ao todo, nestas eleições, serão usadas 577 mil urnas. Destas, 224.999 são do modelo UE2020, o de mais recente fabricação, feita pela Positivo Tecnologia — a empresa que venceu a licitação para fabricar as urnas. Os novos aparelhos são importantes para renovação do parque da Justiça Eleitoral, já que a vida útil de uma urna eletrônica é de dez a 12 anos.

Para estas eleições, segundo informações do TSE, as urnas fabricadas em 2006 e 2008 serão substituídas pelos novos modelos. 

Quem fabrica as urnas eletrônicas?

A Positivo Tecnologia é a empresa responsável por fabricar as urnas eletrônicas usadas nas eleições de 2022. A companhia venceu a licitação para produzir os novos modelos dos equipamentos em julho de 2020. 

Todas as fases de fabricação do equipamento são acompanhadas de perto pela equipe da Coordenadoria de Tecnologia Eleitoral (Cotel) da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE. 

Qual é a diferença entre voto branco e nulo?

Voto em branco e o voto nulo são duas opções de escolha nas urnas com funções de distintas de representatividade. Para a Justiça Eleitoral o entendimento é de que enquanto o voto branco mostra a indecisão sobre a escolha do candidato, voto nulo representa o descontentamento do eleitor para com o processo eleitoral ou com os candidatos.