Brasil

Posse de novo ministro das Cidades deve ser na quarta

Os detalhes ainda estão sendo fechados e o Planalto estudou divulgar uma nota hoje para oficializar o evento

Alexandre Baldy: sua escolha tem sido destacada por interlocutores do presidente como uma ajuda para organizar parte da base (Alex Ferreira/Câmara dos Deputados/Agência Câmara)

Alexandre Baldy: sua escolha tem sido destacada por interlocutores do presidente como uma ajuda para organizar parte da base (Alex Ferreira/Câmara dos Deputados/Agência Câmara)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 20 de novembro de 2017 às 19h49.

Brasília - A posse do deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO) como comandante do Ministério das Cidades está sendo organizada pelo Palácio do Planalto para quarta-feira, 22, às 15h30. Os detalhes ainda estão sendo fechados e o Planalto estudou divulgar uma nota hoje para oficializar o evento, mas há pouco foi decidido que o anúncio oficial deve sair apenas nesta terça-feira, 21.

A escolha de Baldy no lugar do tucano Bruno Araújo, que pediu demissão na semana passada, tem sido destacada por interlocutores do presidente como uma escolha que ajuda a organizar parte da base.

A articulação, que foi feita diretamente com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), segundo uma fonte, pode ajudar numa eventual manutenção de Antonio Imbassahy na Secretaria de Governo. O cargo do tucano da Bahia está sendo pleiteado pelo PMDB e outras siglas do Centrão, mas Temer tem disto que não fará "nada com pressa".

A avaliação é que a escolha de Baldy mostra uma costura eficiente do governo e ajuda a retomar a pauta da previdência. Após a escolha de seu aliado, Maia já anunciou que pretende colocar a reforma em votação na primeira semana de dezembro.

Um auxiliar reconheceu que a escolha de Baldy evitou uma guerra pelo comando da Caixa Econômica, que continua nas mãos do PP e serviu para "selar uma grande aliança na base".

Agenda

Além da cerimônia de posse de Baldy, o presidente organiza outros eventos para a semana, incluindo uma possível viagem a Porto Velho (RO), na quinta-feira, para uma visita a um Instituto de Câncer. A presença do presidente ainda não foi oficialmente confirmada, mas a cerimônia seria pela manhã. Na quinta à tarde, possivelmente no fim do dia, Temer deve participar em Brasília de uma cerimônia que está sendo fechada com o ministro da Educação, Mendonça Filho.

Para esta terça, o Planalto prepara um evento de lançamento de uma de uma plataforma digital do Ministério do Trabalho. Na quarta-feira, Temer vai receber no Palácio da Alvorada um grupo de governadores para uma reunião seguida de almoço. Depois deste encontro, acontecerá a posse de Baldy no Palácio do Planalto. O governo ainda articula também para quarta-feira à noite um jantar - novamente no Alvorada- com líderes e economistas no esforço de ampliar o convencimento em torno da reforma da Previdência.

Acompanhe tudo sobre:Governo TemerMinistério das Cidades

Mais de Brasil

Quero ser responsável pela vitória dele, diz Lula no lançamento da candidatura de Boulos em SP

Com esquerda em peso e até bolsonarista, PSD oficializa candidatura de Paes sem definir vice

Vamos colocar a periferia em primeiro lugar, diz Boulos ao oficializar candidatura ao lado de Lula

Fuad e Kassab apostam em discurso moderado e feitos da gestão para reeleição em prefeitura BH

Mais na Exame