Número de casos de covid-19 no Espírito Santo pode ser 10 vezes maior

Testes sorológicos feitos aleatoriamente pelo governo do estado encontraram anticorpos em 2,1% da população, o equivalente a 84 mil pessoas

A primeira etapa de um Inquérito Sorológico realizado pelo governo do Espírito Santo aponta que os casos de coronavírus podem ser 10 vezes maior do que o já registrado no estado.

Atualmente são 8.092 infecções confirmadas e 341 mortes em decorrência da covid-19. Mas a projeção é que o número real seja mais próximo de 84.000 pessoas infectadas.

A pesquisa, realizada pela Secretaria de Saúde, tem o objetivo de identificar o tamanho da doença no estado. Ela será feita em quatro etapas até junho, e apenas a primeira já foi concluída. O tipo de teste utilizado é o rápido, que identifica quando a pessoa já tem anticorpos.

O dado preliminar levou em conta a primeira fase com testes em 6.670 pessoas em várias cidades, incluindo a capital Vitória. Dos testes, 2,1% deram positivo para a covid-19.

Extrapolando para a população do estado, de pouco mais de 4 milhões de habitantes, isso significaria que mais de 80.000 pessoas já tiveram contato com o coronavírus.

“São as primeiras projeções do tamanho da infecção da covid-19 no estado. A partir dessa pesquisa poderemos projetar estatisticamente a expansão da doença e ao longo das quatro etapas identificar, com a diferença de crescimento ou estabilização do número de casos, a força de transmissão”, explica Nésio Fernandes, secretário de Saúde.

Diferentemente do apontado em pesquisas internacionais, 80% das pessoas que testaram positivo no Espírito Santo apresentaram algum tipo de sintoma. Os estudos ao redor do mundo mostram que esta ocorrência seria em somente 20% dos casos. Outro dado preliminar aponta que 40% da população procurou algum tipo de atendimento de saúde. Pelo menos 26% apresentava uma doença pré-existente.

Segundo o secretário, o inquérito não vai apontar projeções por cidade ou regiões, mas mostrar o diagnóstico de todo o estado.

Um estudo similar foi feito recentemente na cidade de São Paulo, sob o comando de cientistas da Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com apoio do Instituto Semeia e participação de profissionais do Laboratório Fleury e Ibope Inteligência.

Nos seis distritos com maior incidência de covid-19 na cidade, 5,19% dos moradores dessas localidades desenvolveram anticorpos ao vírus. Foram feitos exames sorológicos em 520 pessoas.

No Brasil já são mais de 270.000 casos confirmados e 18.000 mortes causadas pelo coronavírus, segundo dados do Ministério da Saúde.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.