Ministério do Esporte cancela bolsa de 36 atletas

34 lutadores de taekwondo e dois atletas de badminton foram atingidos pela medida

Basília - O Ministério do Esporte cancelou a concessão da Bolsa-Atleta a 34 lutadores de taekwondo e dois atletas de badminton. O cancelamento foi publicado no Diário Oficial da última quinta-feira, que justificou o motivo: os atletas “deixaram de satisfazer os requisitos necessários para a concessão”.

A Portaria não especificou, no entanto, quais requisitos cada atleta deixou de cumprir. Procurada, a assessoria do Ministério do Esporte não foi encontrada para comentar o caso.

No regulamento do programa, consta que os atletas podem ter o benefício cancelado caso deixem, sem justa causa, de treinar ou faltem às competições de que devam participar; sejam condenados por dopping ou se comprovada a utilização de documentos ou declaração falsos para obter o benefício.

O cancelamento também está previsto caso deixem de cumprir requisitos exigidos para sua concessão, como conquistar, no mínimo, o 3º lugar no ranking nacional – no caso de bolsa na categoria nacional, bem como apresentar declaração de patrocínio.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.