Brasil
Acompanhe:

Manifestantes atacam com pedras carros da PRF no Pará; veja vídeo

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram as viaturas da corporação com os vidros estilhaçados

Protestos: manifestantes jogaram pedras no carro da PRF no Pará (Redes sociais/Reprodução)

Protestos: manifestantes jogaram pedras no carro da PRF no Pará (Redes sociais/Reprodução)

D
Da redação, com agências

Publicado em 7 de novembro de 2022, 18h59.

Última atualização em 7 de novembro de 2022, 19h07.

Em meio a bloqueio que apoiadores do presidente Jair Bolsonaro ainda mantêm no Pará, manifestantes foram flagrados nesta segunda-feira, 7, jogando pedras contra um comboio da Polícia Rodoviária Federal que tenta liberar trecho da rodovia BR-163, em Novo Progresso, município do sudoeste do Estado. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram as viaturas da corporação com os vidros estilhaçados.

Segundo a PRF, uma criança que aparece nas imagens passou mal, foi socorrida pelos agentes e levada ao pronto atendimento. Ela passa bem e já recebeu alta médica. Na mesma ocorrência, um policial acabou sendo ferido pelos manifestantes, diz a corporação.

Fique por dentro das principais notícias do Brasil e do mundo. Assine a EXAME

Uma das gravações que circulam nas redes sociais foi feita por um dos próprios manifestantes. No vídeo, é possível ouvir ele gritando 'Fora' em meio ao som das sirenes da viatura da PRF. "Galera, olha isso. A população invadiu apedrejando a PRF", diz.

O vídeo mostra pessoas vestidas com a camiseta da seleção brasileira jogando cadeiras e pedaços de madeira contra o comboio. Um dos manifestantes é registrado segurando o que parece ser uma peça de fogos de artifício. Após as viaturas deixarem o local, os participantes do ato comemoram: "Arregaram".

Manifestações em Santa Catarina

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro continuam com manifestações em diversas cidades de Santa Catarina, como Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis e Joinville. Os protestos ocorrem principalmente em frente a quartéis militares, local que vem sendo ocupado pelos manifestantes desde o final dos bloqueios das rodovias federais na última semana. Os manifestantes criticam a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e contestam, sem provas, os resultados das eleições presidenciais.

https://twitter.com/PaulaFe55164758/status/1589714093510119424

(Com Estadão Conteúdo).