Jereissati diz que não disputará no Senado e sinaliza apoio a Alcolumbre

O senador do PSDB desistiu de concorrer a presidência do Senado e afirmou que um "espetáculo deprimente" se estabeleceu na casa

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) confirmou no período da tarde desta sexta-feira, 1º de fevereiro, que não disputará mais a presidência do Senado. Mais cedo, o senador Alvaro Dias (PODE-PR) havia informado que o tucano retiraria sua candidatura mas que ele manteria a sua.

Tasso afirmou que da quinta-feira para esta sexta um "espetáculo deprimente" se estabeleceu no Senado.

"E eu não vou participar disso", afirmou o senador.

O tucano sinalizou ainda que deve apoiar a candidatura de Davi Alcolumbre (DEM-AP), que é um dos adversários do senador Renan Calheiros (MDB-AL) na disputa pela presidência da casa.

Mais cedo, Alvaro Dias também havia afirmado que o senador Esperidião Amin (PP-SC) manteria sua candidatura à presidência do Senado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.