Incêndio deixa um morto em porta-aviões brasileiro

O acidente deixou ainda três militares feridos
A Marinha deverá abrir inquérito policial-militar para investigar o incidente no navio (AFP)
A Marinha deverá abrir inquérito policial-militar para investigar o incidente no navio (AFP)
V
Vitor AbdalaPublicado em 22/02/2012 às 14:17.

Rio de Janeiro – Um incêndio no porta-aviões São Paulo, da Marinha brasileira, deixou um militar morto e três feridos na madrugada de hoje (22). Segundo a assessoria de comunicação do 1º Distrito Naval, os três feridos foram encaminhados ao Hospital Naval Marcílio Dias.

Um deles está internado na unidade de tratamento intensivo (UTI) em estado grave. Os demais tiveram queimaduras superficiais, segundo o Distrito Naval. A identidade das vítimas não foi divulgada, mas todos são marinheiros, a primeira patente da Força Naval.

Acredita-se que o incêndio tenha sido provocado por uma pane elétrica, mas ainda não se sabe o que provocou essa pane. A Marinha deverá abrir inquérito policial-militar para investigar o incidente no navio, que fica atracado no Arsenal da Marinha, na Ilha das Cobras, no centro do Rio.