Festa de 35 anos do PT deve ter apoio a Vaccari

Nesta sexta-feira, o PT comemora 35 anos de sua fundação. Festa terá presença de grandes nomes do partido e deve ter defesa pública de Vaccari

São Paulo - Em meio a novas denúncias de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras, o PT comemora hoje 35 anos de sua fundação com um grande evento em Belo Horizonte (MG). A expectativa é que o partido aproveite a ocasião para fazer uma demonstração pública de apoio e defesa do tesoureiro do partido João Vaccari Neto. 

Ontem, ele foi levado pela Polícia Federal para prestar esclarecimentos sobre a acusação feita pelo ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco. Segundo Barusco, o PT teria recebido até 200 milhões de dólares, entre 2003 e 2013, e Vaccari seria o principal responsável pelo dinheiro.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a direção do PT pretende aproveitar que grandes nomes do partido estarão reunidos no evento de hoje para fazer uma manifestação de solidariedade ao tesoureiro. De acordo com o jornal, o PT não cogita afastar o petista da função. 

Ontem (5), após seu depoimento, Vaccari foi a um encontro da corrente Construindo Novo Brasil, em Belo Horizonte. Foi aplaudido de pé pelos companheiros de legenda.

Em depoimento à PF, Vaccari afirmou que todas as contribuições obtidas por ele para o partido "foram absolutamente dentro da lei". Em nota divulgada, ele disse ainda que o PT não tem caixa dois, nem conta no exterior. 

Festa de 35 anos

 A festa em comemoração ao aniversário do PTcomeça às 17h no Centro de Convenções Minas Centro, em Belo Horizonte. A legenda foi fundada em 10 de fevereiro de 1980.

A expectativa é que o partido faça declarações de apoio e solidariedade à Vaccari no evento, que contará com a presença da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e de todos os governadores eleitos pelo PT, além das principais lideranças da sigla na Câmara e no Senado, prefeitos, ministros e personalidades que fazem parte da história do partido. 

Há a expectativa que o ex-presidente do Uruguai José Mujica também compareça à festa.  

Além do aniversário de fundação, o PT faz também, nesta sexta-feira, uma reunião do Diretório Nacional, que acontece das 10h às16h, também na capital mineira.

Na pauta estão temas estratégicos para o partido neste ano, como as denúncias de corrupção e a imagem da sigla, abalada desde o mensalão. 

A reunião deve contar com a presença do ex-presidente Lula, que estaria começando a trabalhar por sua candidatura à presidência em 2018, segundo a Folha de S. Paulo. Esta será a primeira vez, desde que foi eleito em 2003, que Lula participará do encontro do Diretório Nacional do PT.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.