Em nota, Abin desmente boatos que ligavam ruptura de barragem a atentado

A notícia falsa se espalhou tão logo se iniciou a cobertura da tragédia

São Paulo – A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) emitiu uma nota na qual rechaça um boato espalhado nas redes sociais que atribui o rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho a um suposto ataque terrorista executado por dois homens, um cubano e um venezuelano.

A notícia falsa se espalhou tão logo se iniciou a cobertura da tragédia.

Segundo a Abin, a informação é “totalmente inverídica” e não há “qualquer relato sobre prisões de venezuelano e cubano na região.”