Eleições 2022: Prazo para realização de convenções partidárias acaba hoje

Partidos têm até o dia 15 próximo para pedir ao TSE o registro dos candidatos à Presidência da República, governos estaduais, Senado, Câmara e Assembleias Legislativas
Eleições: Uma vez definidos os candidatos, os partidos terão até o dia 15 de agosto para pedir ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro de seus candidatos à Presidência da República (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Eleições: Uma vez definidos os candidatos, os partidos terão até o dia 15 de agosto para pedir ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro de seus candidatos à Presidência da República (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
A
Agência Brasil

Publicado em 05/08/2022 às 07:47.

Última atualização em 05/08/2022 às 09:12.

Termina nesta sexta-feira, 5, o prazo para os partidos políticos e as federações partidárias realizarem convenções e escolher os candidatos e candidatas que disputarão cargos eletivos nas eleições deste ano, bem como para decidir sobre a formação de coligações.

No caso de federações partidárias, as convenções devem ocorrer de forma unificada, com a participação de todas as legendas integrantes. Já a possibilidade de coligações entre partidos só se aplica à disputa pelos chamados cargos majoritários (ou seja, aqueles em que fica com a vaga o candidato que tiver mais votos, caso da escolha para presidente, governador, prefeito e senador), não valendo para as eleições proporcionais (deputados).

Uma vez definidos os candidatos, os partidos terão até o dia 15 de agosto para pedir ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro de seus candidatos à Presidência da República, governos estaduais e às vagas de senadores e deputados federais, estaduais e distritais.

Até a tarde de ontem, 4, apenas quatro candidatos à Presidência da República tinham registrado suas candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE): Felipe D´Avila (Novo); Léo Péricles (Unidade Popular-UP); Pablo Marçal (Partido Republicano da Ordem Social-Pros) e Sofia Manzano (Partido Comunista Brasileiro-PCB). Seus vices são, respectivamente: Tiago Mitraud; Samara Martins; Fátima Pérola Negra e Antonio Alves. Mais de 156,45 milhões de eleitores estão aptos a votar no próximo dia 2 de outubro.

LEIA TAMBÉM: 

O que o Brasil precisa para voltar a crescer? Pesquisadores lançam relatório com propostas para 2023