Doria cortará secretaria de LGBT, Mulher e Igualdade Racial

"Não vamos mudar as políticas [desses setores]. Só não teremos mais secretarias", explicou

São Paulo – O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Doria, prometeu reduzir de 27 para 20 o número de secretarias na administração municipal caso seja eleito. Questionado sobre quais pastas cortaria, ele mencionou cinco: LGBT, Mulheres, Igualdade Racial, Juventude e Pessoas com Deficiência.

O objetivo seria corte de gastos. “Não vamos mudar as políticas [desses setores]. Só não teremos mais secretarias”, explicou. Segundo o candidato, a ideia é agrupar em coordenações o que antes eram secretarias e ligá-las diretamente ao gabinete da Prefeitura.

O tucano fez campanha na manhã desta quinta-feira, 18, em uma feira livre no Jardins. No terceiro dia de esforços, Doria disse que já fez aportes financeiros do próprio bolso, mas não revelou o valor.

“Há perspectiva de doações, mas com a legislação atual é mais difícil”, disse o candidato.

O tesoureiro da campanha de Doria é Hélio Duarte, ex-diretor do HSBC.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

ATENÇÃO: Mudança na sua assinatura da revista EXAME. A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos apenas uma edição por mês. Saiba mais