Dilma é homenageada por mães de vítimas da ditadura argentina

A ex-presidente foi agraciada com o lenço branco porque "após suportar a prisão, a tortura e quase a morte, chegou à presidência e é uma grande mulher"

A ex-presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quinta-feira o lenço branco das Mães da Praça de Maio e o reconhecimento da Faculdade de Jornalismo e Comunicação da Universidade de La Plata por sua trajetória política.

Dilma foi agraciada com o prêmio Rodolfo Walsh, entregue pela Universidade de La Plata, 60 Km ao sul de Buenos Aires, "por seu exemplo de trajetória político-acadêmica, compromisso militante e coerência nos princípios e na ação", informou a instituição.

O prêmio Rodolfo Walsh já foi entregue ao finado presidente venezuelano Hugo Chávez; ao presidente equatoriano, Rafael Correa; e ao chefe de Estado boliviano, Evo Morales.

"Estamos muito felizes em entregar o lenço branco a Dilma, especialmente neste momento. Representa o abraço dos nossos filhos (desaparecidos na ditadura). Ela merece porque após suportar a prisão, a tortura e quase a morte chegou à presidência e é uma grande mulher", disse a líder das Mães da Praça de Maio, Hebe de Bonafini.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.