Dilma decreta luto por morte de Mandela e deve ir a funeral

Mandela, vencedor do Prêmio Nobel da Paz, morreu na quinta depois uma longa batalha contra uma infecção pulmonar

Brasília - A presidente Dilma Rousseff decretou luto oficial por sete dias nesta sexta-feira por conta da morte na véspera do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, informou a assessoria de imprensa da Presidência da República.

Mandela, vencedor do Prêmio Nobel da Paz, morreu na quinta depois uma longa batalha contra uma infecção pulmonar. Ícone da luta antiapartheid em seu país, Mandela também foi o primeiro presidente negro da África do Sul.

Dilma, que na quinta divulgou nota lamentando a morte do líder sul-africano, deve viajar na sexta-feira que vem, dia 13, para chegar à África do Sul no dia seguinte e participar do funeral de Mandela.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.