• AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Brasil atinge 11 mil mortes e mais de 162 mil casos de covid-19

Com essa atualização, o Brasil teve 496 mortes em 24 horas
Cemitérios: a prefeitura de São Paulo abriu mais covas para atender ao aumento no número de óbitos (Getty Images/Bloomberg / Colaborador)
Cemitérios: a prefeitura de São Paulo abriu mais covas para atender ao aumento no número de óbitos (Getty Images/Bloomberg / Colaborador)
Por Clara CerioniPublicado em 10/05/2020 19:03 | Última atualização em 11/05/2020 09:21Tempo de Leitura: 4 min de leitura

O Brasil atingiu a marca de 11.123 mortes por coronavírus e 162.699 casos confirmados da covid-19. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde neste domingo, 10. O número representa 496 mortes em 24 horas. Foi o menor número de mortes registrado nos últimos dias. A média estava em 600 óbitos e ontem bateu a marca de 700.

Nelson Teich, ministro da Saúde, usou as redes sociais, neste domingo Dia das Mães, para lamentar a marca recorde de 10 mil mortes e se solidarizar com os familiares das vítimas. "Quero falar principalmente pra aquelas mães que hoje choram a perda de seus filhos e para os filhos que hoje não podem comemorar o dia com suas mães. Para esses, deixo aqui meus sentimentos e meu compromisso de fazer o meu melhor para que vençamos rápido essa terrível guerra”, disse.

Por conta do grande aumento nos números da doença na última semana, o que se viu foi o fechamento total, o chamado lockdown, em pelo menos quatro estados. Com a medida mais rígida, a circulação nas ruas só é permitida em casos essenciais. Quem descumprir pode pagar multa e ser detido.

As capitais do Maranhão, Pará e Ceará proibiram a circulação de pessoas sem um motivo essencial. Na Bahia, Salvador tem restrições em alguns bairros. Mas segundo o governo municipal, a medida pode atingir toda a cidade caso os números não caiam.

No estado do Rio de Janeiro, a capital adotou o fechamento de alguns bairros. Já Niterói, estará em lockdown a partir desta segunda-feira, 11.

Nesta sexta-feira, 8, o governo de São Paulo ampliou a quarentena até o dia 31 de maio, mas ainda sem o lockdown. O estado, que é epicentro da pandemia no país, tem mais de 40 mil casos confirmados e quase 3,5 mil mortes. A partir de segunda começa a vigorar um rodízio mais rígido na capital paulista, reduzindo em 50% a circulação da frota.

Mundo

No mundo já são mais de 4 milhões de pessoas infectadas e quase 282 mil mortes pelo coronavírus, segundo o levantamento da  Universidade Johns Hopkins.

Uma notícia vindo da cidade de Wuhan, onde começou a pandemia do novo coronavírus, pode trazer ainda mais preocupação ao cenário. A cidade voltou a registrar um caso de covid-19, segundo levantamento divulgado pela Comissão de Saúde da Província de Hubei. O paciente está em estado grave, conforme o relatório. É o primeiro novo caso desde 3 de abril, segundo levantamento feito pela rede de TV CNN. A cidade teve 50.334 casos e 3.869 mortes confirmados, conforme a comissão. Ainda segundo a CNN, o paciente mora em um bairro que registrou 20 casos confirmados, e o novo caso está sendo tratado como “infecção comunitária passada”.

Também foram registrados novos casos na Coreia do Sul. A cidade de Seul decidiu fechar cerca de 2.100 bares e casas noturnas depois de registrar 34 novos casos. É o maior aumento em número de casos desde o dia 9 de abril.

 

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus