Brasil

Após carta de apoio a Doria, Leite curte o carnaval ao lado do namorado

Na sexta-feira, o gaúcho divulgou uma carta na qual reconheceu o ex-governador de São Paulo João Doria como pré-candidato do PSDB à Presidência da República

Eduardo Leite (à direita), e o namorado, o médico Thalis Bolzan: o casal esteve na Marques de Sapucaí, no Rio de Janeiro. (Instagram/Reprodução)

Eduardo Leite (à direita), e o namorado, o médico Thalis Bolzan: o casal esteve na Marques de Sapucaí, no Rio de Janeiro. (Instagram/Reprodução)

DR

Da Redação

Publicado em 24 de abril de 2022 às 14h54.

O ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), curtiu o carnaval ao lado do namorado, o médico Thalis Bolzan, na noite de sábado, 23. O casal esteve na Marques de Sapucaí, no Rio de Janeiro, que retomou os desfiles das escolas de samba após mais de dois anos sem a festa popular.

O político postou um foto nas redes sociais ao lado do namorado, em que lembrou do carnaval na cidade de Pelotas, no interior gaúcho, quando ele ainda era o prefeito.

Na sexta-feira, o gaúcho divulgou uma carta na qual reconheceu o ex-governador de São Paulo João Doria como pré-candidato do PSDB à Presidência da República. Segundo ele, a legenda deve ter um candidato próprio e "hoje este nome é João Doria".

Doria venceu as prévias do PSDB em novembro do ano passado, após uma disputa acirrada com Leite. Mesmo assim, desde então, o ex-governador do Rio Grande do Sul conversava com partidos do centro sobre uma candidatura única da terceira via, que poderia colocá-lo como nome principal.

Leite disse, na carta, que encontrou Doria na semana passada, na conversa, deixou claro que quer passar por cima de divergências internas. Segundo ele, "não faz sentido querer que partidos superem suas diferenças se, dentro do PSDB, não superarmos as nossas". 

Logo após a carta de Leite, o ex-governador paulista também publicou uma carta dizendo que recebeu com "otimismo" a manifestação pública do gaúcho.

"Finalmente, foram superadas todas as divergências internas, corroborando com o resultado e a legitimidade das
prévias que mobilizaram mais de 44 mil eleitores tucanos. É um gesto honrado, democrático e elogiável", disse Doria.

Os presidentes do PSDB, Cidadania, MDB e União Brasil vão anunciar em maio uma convergência dos quatro partidos em torno de um pré-candidato único para a terceira via na disputa pela Presidência. Entre os possíveis nomes estão Simone Tebet (MDB), Luciano Bivar (União Brasil), e João Doria, pela federação entre PSDB e Cidadania.

Acompanhe tudo sobre:CarnavalEduardo LeiteJoão Doria Júnior

Mais de Brasil

Roberto Jefferson paga R$ 40 mil à PF por conserto de viatura que atingiu com 42 tiros

Brasil inclui luta contra racismo pela 1ª vez na agenda do G20

AliExpress e Shopee antecipam data de taxação de compras de até US$ 50; veja quando passa a valer

PM impõe 100 anos de sigilo a processos disciplinares de Mello, candidato a vice de Nunes em SP

Mais na Exame