Anvisa recolhe lote de remédio para disfunção erétil

De acordo com nota da Anvisa, todas as unidades do produto Cialis 20 mg, lote 2.605, blister com dois comprimidos, que apresentam a inscrição “validade 03-08-2015”

Brasília – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (19) a apreensão de um lote falsificado do medicamento Cialis, indicado para o tratamento de disfunção erétil. A medida foi publicada no Diário Oficial da União.

De acordo com nota da Anvisa, todas as unidades do produto Cialis 20 mg, lote 2.605, blister com dois comprimidos, que apresentam a inscrição “validade 03-08-2015”, serão apreendidas e inutilizadas.

Ainda segundo a agência, uma análise química da Polícia Federal constatou a presença da substância sidenafila no lugar da tadalafila, princípio ativo do produto Cialis original.

O laboratório Eli Lilly do Brasil, fabricante do medicamento, informou à Anvisa que o lote falsificado não consta nos registros da empresa e não foi comercializado no Brasil pelo laboratório.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.