A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Aécio diz que campanha atual é a que tem mais mentiras

Candidato do PSDB afirmou que, apesar do "desespero" da presidente Dilma, o Brasil está a 15 dias da "libertação"

São Paulo - O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta terça-feira que a campanha atual é a que tem mais mentiras na história e afirmou que, apesar do "desespero" da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, o Brasil está a 15 dias da "libertação".

Em entrevista coletiva em São Paulo, antes de participar do debate promovido pela TV Bandeirantes, o tucano reiterou seus compromisso com políticas para as crianças e rebateu notícias sobre o uso das verbas publicitárias do governo de Minas Gerais, que ele comandou por dois mandatos.

"São tantas mentiras, são tantos absurdos que a campanha adversária vem fazendo nessa campanha que não dá tempo sequer de desmenti-los... A cada dia uma nova mentira", acusou Aécio.

"Essa é a campanha com o maior número de mentiras que nós já assistimos em toda a nossa história."

Citando pesquisas que, nas palavras do tucano, dão "larga vantagem" a ele na disputa presidencial, Aécio disse que o Brasil está a apenas 15 dias da "libertação", numa referência ao tempo que falta para o segundo turno da eleição, no dia 26.

"A palavra que eu mais tenho ouvido nessas minhas últimas andanças é libertação, as pessoas querem se ver libertas das amarras de um governo que não respeita a democracia, que não respeita seus adversários e que está levando o Brasil a pior situação econômica das últimas décadas", disse.

"Apenas 15 dias nos separam da libertação, vamos tirar esse jugo do PT das costas dos brasileiros", acrescentou, afirmando estar pronto para "rebater cada calúnia e cada difamação".

"A cada mentira, meu couro endurece", disse o tucano. Aécio também respondeu perguntas sobre a destinação de verbas publicitárias do governo de Minas, depois de o jornal Folha de S.Paulo publicar reportagem nesta terça em que afirma que o governo local não divulgou informações sobre os veículos que receberam as verbas solicitadas pelo jornal.

O tucano afirmou que quem deve responder a esses questionamentos é o governo de Minas Gerais, mas disse "estimular" as autoridades mineiras a divulgarem os dados caso seja possível.

Aécio também disse que quando comandou o Estado foi "transparente" com essas verbas e, um dia após visitar a Pastoral da Criança, em Curitiba, prometeu sete exames de pré-natal às mães brasileiras e universalizar a pré-escola, entre outras promessas para a infância.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também