Colheita de milho 2ª safra chega a 30% da área no centro-sul

Os trabalhos, no entanto, apresentam forte atraso ante os 43% registrados em igual período da temporada passada
previsão de uma nova onda de frio nesta semana também está no radar do produtor (ANPr/Divulgação)
previsão de uma nova onda de frio nesta semana também está no radar do produtor (ANPr/Divulgação)
R
ReutersPublicado em 19/07/2021 às 10:44.

 A colheita de milho segunda safra alcançou 30% das áreas no centro-sul do país até o último dia 15, avanço de 10 pontos percentuais em uma semana favorecido pelo clima seco, disse a consultoria AgRural nesta segunda-feira.

  • O futuro do Agro está na tecnologia. Quer saber como? Assine a EXAME.

Os trabalhos, no entanto, apresentam forte atraso ante os 43% registrados em igual período da temporada passada.

Segundo a consultoria, o atraso ocorre em função do plantio tardio e das temperaturas mais amenas, que têm dificultado a perda de umidade dos grãos no Paraná e em Mato Grosso do Sul, onde os trabalhos ainda são muito incipientes.

"Nos dois Estados, os produtores estão preocupados com a qualidade do milho atingido pelas geadas durante o enchimento de grãos, que pode ficar ainda pior se chover nos próximos dias", disse a AgRural em nota.

A previsão de uma nova onda de frio nesta semana também está no radar do produtor e, se confirmada, mais perdas poderão ocorrer, acrescentou o levantamento.

No início do mês a AgRural fez um novo corte em sua estimativa de produção de milho na "safrinha" 2021, que agora é de 54,6 milhões de toneladas no centro-sul e 59,1 milhões de toneladas no Brasil. Um ano antes, a produção foi de 70,5 milhões e 75,1 milhões de toneladas, respectivamente.

O podcast SuperAgro vai ao ar todas às quartas-feiras com os principais desafios e oportunidades do agronegócio, com apresentação de Carla Aranha, repórter de macroeconomia da EXAME. Clique aqui para ver o canal no Spotify, ou ouça em sua plataforma de áudio preferida, e não deixe de acompanhar os próximos programas.