Calor e seca recorde na França colocam leite em risco e afetam agricultura

Altas temperaturas impactam também reatores de usinas de energia elétrica; moradores são orientados a economizar água e evitar irrigação do solo
Seca na França: agricultura e produção de leite são afetadas (Getty Images/Getty Images)
Seca na França: agricultura e produção de leite são afetadas (Getty Images/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 08/08/2022 às 09:06.

Uma onda de calor recorde na França, com os termômetros acima dos 37ºC, está afetando diretamente a produção de milho e ameaça impactar a pecuária leiteira. Neste final de semana, a União Nacional dos Produtores Rurais alertou que as más condições de pasto, com as altas temperaturas e a escassez hídrica, podem causar uma redução da produção de leite nos próximos meses. Ao mesmo tempo, o Ministério da Agricultura anunciou que a colheita de milho deve ser 18,5% inferior este ano em relação ao ano passado.

Nos últimos dias, começou a faltar água e moradores de cidades menores precisaram recorrer a caminhões pipa. A emergência levou o gabinete da primeira-ministra Elisabeth Borne a montar um time de crise para debater soluções para o problema.

O país passa pelo pior seca desde que começaram as medições, em 1958. Segundo o governo francês, a escassez hídrica deve se intensificar até meados deste mês. Em várias partes da França, os moradores estão sendo orientados a economizar água, o que vale também para os agricultores.

As altas temperaturas também estão prejudicando para a geração de energia nuclear. Com a água dos rios aquecida, os reatores começaram a apresentar corrosão e questões relativas à necessidade mais intensiva de manutenção.

Notícias exclusivas de agro e o que movimenta o mercado

Você já conhece a newsletter semanal EXAME Agro? Você assina e recebe na sua caixa de e-mail as principais notícias sobre o agronegócio, assim como reportagens especiais sobre os desafios do setor e histórias dos empreendedores que fazem a diferença no campo.

Toda sexta-feira, você também tem acesso a notícias exclusivas, o que move o mercado e artigos de especialistas.

Veja também: