Navios com mais de 161 mil toneladas de milho e outros produtos deixam a Ucrânia

A liberação das mercadorias ocorre após o acordo que Rússia e Ucrânia fizeram, separadamente, com a ONU
Navio: mais de 161 mil toneladas de milho e outros produtos deixam a Ucrânia (AFP/AFP)
Navio: mais de 161 mil toneladas de milho e outros produtos deixam a Ucrânia (AFP/AFP)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 07/08/2022 às 16:55.

Um comboio de quatro navios, com carregamento de 161 mil toneladas de produtos alimentícios, partiu dos portos de Odessa, na Ucrânia, na manhã deste domingo, 7, segundo autoridades do país.

A carga é composta por milho, óleo de girassol e outros produtos. Trata-se do segundo comboio a deixar a Ucrânia apenas nos últimos três dias.

 Acompanhe de perto as notícias do agronegócio com a EXAME. Assine por menos de R$ 0,37/dia.

A liberação das mercadorias ocorre após o acordo que Rússia e Ucrânia fizeram, separadamente, com a Organização das Nações Unidas (ONU).

A medida visa aliviar uma possível crise global de fome em meio a um aumento nos preços dos alimentos causado em parte pela invasão russa à Ucrânia.

Ao todo oito navios já partiram dos portos de Odessa. A ONU diz que "é a prova de que a negociação pode realmente funcionar".

(Estadão Conteúdo)

LEIA TAMBÉM:

Maior central nuclear da Europa é bombardeada na Ucrânia

Três navios com grãos zarpam da Ucrânia em plena polêmica sobre táticas de guerra