A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Samsung e Apple já têm 52% do mercado de smartphones

Com os smartphones tomando o lugar dos celulares mais simples, Samsung e Apple ampliaram sua participação para 52% desse segmento em 2012

São Paulo — As vendas de celulares encolheram 1,7% no mundo em 2012, algo que não acontecia desde 2009. Enquanto isso, os smartphones avançaram e Samsung e Apple ampliaram sua liderança. Esses dados estão no mais recente relatório do Gartner Group sobre o tema, liberado nesta quarta-feira.

Nas contas do Gartner, foram vendidos 1,75 bilhão de celulares no mundo em 2012. Entre eles, 646 milhões, ou 37%, são smartphones, que ampliaram sua fatia continuamente ao longo do ano. No último trimestre foram vendidos 208 milhões de telefones inteligentes, 38% mais que no mesmo período do ano anterior.

O avanço dos smartphones deve continuar. Neste ano, o Gartner prevê que serão vendidos 1,9 bilhão de celulares, dos quais quase 1 bilhão serão smartphones. Eles tendem a substituir os modelos intermediários (os “feature phones”), que tiveram queda de vendas de 19% entre o último trimestre de 2011 e o mesmo período de 2012.

A Samsung lidera o mercado de celulares, com 22% de participação em 2012. Ela também é líder em smartphones, com 32% desse segmento. A Apple aparece em terceiro no mercado total, com 7,5% de participação, mas é a segunda em smartphones, com 20%. As duas empresas ampliaram sua parcela conjunta no segmento de smartphones de 46% em 2011 para 52% em 2012.


“O sucesso da Apple e da Samsung é baseado na força dessas marcas tanto quanto nos produtos em si. Os concorrentes deles, incluindo aqueles que possuem produtos comparáveis, sofrem para conseguir valorizar suas marcas entre os consumidores”, diz, num comunicado do Gartner, o analista principal Anshul Gupta.

Os números da Samsung são particularmente impressionantes. Entre o último trimestre de 2011 e o mesmo período de 2012, a empresa teve crescimento de 85% nas vendas de smartphones. Esses aparelhos mais caros e lucrativos, que eram 28% dos celulares da empresa em 2011, tiveram sua parcela ampliada para 54% em 2012.

“Os recursos da Samsung e a habilidade que a empresa tem de atingir um mercado amplo são vantagens que nenhum outro concorrente pode igualar facilmente”, diz o Gartner. “Mas a competição vai se intensificar em 2013, à medida que fabricantes como Sony e Nokia melhoram sua posição”.

“A Samsung detém 42,5% do mercado global de aparelhos com Android. E o segundo colocado tem só 6%. Assim, a marca Android começa a ser encoberta pela da Samsung. Na mente dos consumidores, o nome Galaxy é quase sinônimo de celular com Android”, diz Gupta. 


A situação dos demais fabricantes é um tanto indefinida. “Não há nenhum fabricante que possa, com firmeza, reivindicar a posição número três em vendas globais de smartphones”, afirma Gupta. A Nokia ocupa a vice-liderança no mercado de celulares, com 18% de participação em 2012, contra 24% em 2011. Em smartphones, porém, ela tem só cerca de 6%.

O mercado geral de celulares aparece, do quarto lugar em diante (após a Apple, que é a terceira), pulverizado entre muitas empresas – ZTE, LG, Huawei, TCL, BlackBerry, Motorola, HTC e outras – com menos de 4% de participação cada uma (o Gartner não divulgou, para a imprensa, o ranking completo do segmento de smartphones). 

O relatório também traz dados sobre os principais sistemas operacionais móveis. A participação do Android aumentou de 51,3% no último trimestre de 2011 para 69,7% no mesmo período de 2012. Já o iOS, da Apple, caiu de 23,6% para 20,9%. Mas a queda mais acentuada foi a do BlackBerry, de 8,8% para 3,5%.

O Windows Phone aumentou sua participação de 1,8% para 3%, com crescimento de 124% de um ano para outro. “2013 será o ano da ascensão de um terceiro ecossistema, à medida que a batalha entre o novo BlackBerry10 e o Windows Phone se intensifica”, diz Gupta.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também