Rival do Uber simplifica aplicativo e chegará a novas cidades

Cabify busca crescer com impulso gerado pela sua estreia no país

São Paulo – A Cabify, rival da Uber, lança hoje uma versão reformulada do seu aplicativo para smartphones Android e iPhones. Junto com a novidade, a empresa anuncia também a chegada às cidades de Brasília e Curitiba, que deve ocorrer até março deste ano.

No app, a Cabify buscou simplificar a chamada de carros para melhorar a experiência dos usuários ao buscar um transporte individual. A interface do app agora é mais limpa e parece ser mais de acordo com o padrão visual dos concorrentes Uber e Easy.

A companhia conta fez as alterações com base em opiniões de seus passageiros e motoristas parceiros. O logotipo da marca, bem como o ícone do aplicativo também mudaram.

A empresa espanhola continua com a estratégia de não ter preços variáveis, como os da Uber, que em dias de chuvas fortes pode elevar o valor de de uma corrida duas a quatro vezes, segundo nossos testes.

cabify-aplicativo-novo Cabify: aplicativo mudou visual do app para facilitar início de corridas

Cabify: aplicativo mudou visual do app para facilitar início de corridas (Cabify/Divulgação)

Segundo Daniel Bedoya, diretor de operações da Cabify no Brasil, a empresa busca se consolidar no país e acredita que agora seja a hora de ir a mais cidades.

“Queremos aproveitar o nosso ritmo de expansão e crescimento. É mais fácil continuar com o impulso que já temos hoje do que reduzir o ritmo e retomar o crescimento depois”, disse Bedoya, em entrevista a EXAME.com.

O executivo conta que o número de motoristas que procuram a plataforma tem crescido nos últimos meses. No país, mais de 100 mil de cadastros de condutores foram feitos. Porém, o número oficial de motoristas atuantes no serviço não foi revelado.

Bedoya vê a estratégia de preços como uma arma importante usada para conquistar o público.

“A entrega de qualidade e da segurança foram cruciais para o nosso crescimento. A aceitação no país acontece por conta disso, bem como pela nossa transparência nos preços”, afirmou.

Os preços da Cabify variam de cidade para cidade e ainda não foram definidos para os novos mercados de Brasília e Curitiba.

Concorrência

O momento pode ser favorável para a Cabify. Neste início de ano, a Uber enfrenta uma crise de reputação e perde motoristas e passageiros. No site Reclame Aqui, a empresa tem cerca de 5 mil reclamações.

Por outro lado, a 99 (antiga 99 Táxis) recebeu, no início de janeiro, um investimento de 320 milhões de reais da Didi, considerada a “Uber da China”. Em especial, o foco da empresa, que antes só cadastrava taxistas em sua plataforma, é reforçar o 99Top, categoria que permite cadastro de motoristas particulares, como na Cabify e na Uber.

Atualização: A matéria foi ajustada para informar que o número de motoristas cadastrados na plataforma em SP é de 100 mil, não milhões, conforme informado previamente.

Atualização 2: A Cabify procurou EXAME.com para esclarecer que o número de motoristas cadastrados (100 mil) é referente a todo o país, não só a SP, conforme previamente informado pela empresa.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.